UH-60 Black Hawk da FAB

O helicóptero H-60L Black Hawk atingiu na última semana de julho a marca de 30 mil horas de voo com a Força Aérea Brasileira.

A aeronave já foi empregada em diversas missões como reconhecimento armado, transporte aerologístico, busca e salvamento, infiltração e exfiltração de tropas, dentre outras.

O Chefe da Seção de Operações do Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), Major Aviador Leonardo Ell Pereira, considera o número uma conquista para FAB. “Alcançar as 30 mil horas de voo é a materialização do cumprimento da missão, baseada na dedicação e no profissionalismo de todos os envolvidos”, comenta.

O Major Ell ainda destaca como o helicóptero coopera para a realização da missão da FAB. “Nesses 11 anos de operação do Black Hawk, a Aeronáutica, por meio de seus esquadrões aéreos, operadores deste robusto e eficaz vetor, salvou vidas, aliviou o sofrimento de muitas pessoas e, principalmente, cumpriu sua missão precípua, que é “manter a soberania do espaço aéreo e integrar o território nacional, com vistas a defesa da pátria”, revela.

O helicóptero utilitário, fabricado pela norte-americana Sikorsky Aircraft, é bimotor. Os motores apresentam a potência total de 3.680 hp e a aeronave possui velocidade de cruzeiro de 280 km/h. O H-60 tem autonomia de voo de 6h10min transportando uma carga de 1 tonelada.

A FAB possui 16 aeronaves sendo 8 atribuídas ao Esquadrão Harpia (Manaus) e 8 no Esquadrão Pantera (Santa Maria).


FONTE: Agência Força Aérea – por Aspirante Nara Lima – EDIÇÃO: CAVOK

 

 

16 COMENTÁRIOS

  1. O único erro da FAB é não operar mais unidades… excelente helis e a FAB sabe disso, mas a política né …

  2. E nem só a FAB deveria operar mais BlackHawk's.
    Marinha e Exército também deveriam usar ele, invés do outro escolhido…

  3. Isso é helicóptero… O resto é resto…

    Fosse possível substituir toda a aviação de asa rotativa de porte mediano por ele, seria o ideal… Mas temo não ser possível…

    Mesmo sendo um helicóptero de DNA militar, é certo que isso tem seu preço em horas voadas… O EB, que já busca substituto para alguns seus atuais meios, provavelmente vai seguir caminho diferente, adotando coisa mais simples. Uma solução "caseira" poderia ser o H175, que está no portfólio da Helibrás e poderia substituir gradualmente os helicópteros médios atuais até posterior padronização…

  4. Mais importante que isto mas OFF..

    Hoje o Saito e o Rossato foram depor na Zelotes sobre o Gripen e jogaram a granada no colo da Dillma.

    • Você está mal informado. Os depoimentos foram ontem e ambos confirmaram que não houve ingerência do ex-Presidente Molusco na escolha. Pelo contrário, Saito disse: "O comandante [da Força Aérea] bate o martelo. Foi o que aconteceu com o Gripen. Foi uma decisão do comando da Aeronáutica, por melhor preço, por manutenção e transferência de tecnologia, declarou." Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/militares-di

      • O entendimento foi outro…

        Eles entregaram o relatório e a Dillma bateu o martelo..

        O que eles simplesmente não afirmaram e nem negaram é que o Lulla teve ingerência ou não.

        Mas que tem grana da SAAB no Instituto Lulla isto a Lava Jato já descobriu.

        • Tomara que o Gripen faça o abate do filho do molusco… Ali, cada enxada vai ser uma minhoca.

          • Se a Lei de Licitações e Anticorrupção forem seguidas, o Gripen se abate junto…

    • Obviamente que o Japa ia "bater em cachorro morto", mas interessante é que a Dilma no depoimento que vi estava bem informada sobre o processo dos caças e tal, eu até creio que nisso ela não deu pitaco, mas é tão claro quanto o dia que o comando da fab está atolado até o pescoço.

      Interessante também é que o Cavok não postou nada, nem depoimento dela, do japa, ninguem…

      • Eu fico sempre decepcionado quando eu vejo os militares fazendo estas caras de paisagem.

        O que está acontecendo no Gripen é o que aconteceu no ProSub..

        Vão surgindo os indícios de propina e os militares ficam com aquela mesma de sempre que os projetos são auditados por órgãos independentes e bla bla bla bla bla bla bla..

        • É triste ver o comandante do EB que teoricamente não deveria ter o rabo preso, ser comedido nas palavras frente ao congresso.

  5. A FAB deveria dobrar o número de unidades operadas pelos dois esquadrões. Um excelente helicóptero, comprovadíssimo em operações. MB e EB deveriam seguir o mesmo rumo.

    • Ainda bem que este vídeo não tem narrador, por que tem um que o narrador deve estar descrevendo uma força de primeiro mundo!

    • Aprovo a atitude do comandante. Dois navios que deram baixa por falta de dinheiro. Colocou na água o que funciona e botou o pessoal pra trabalhar.

      Um monte de militar pançudo no gabinete esperando o soldo cair na conta.

      Tem que usar os recursos disponíveis da melhor forma possível.

Comments are closed.