Embraer 190 (VC-2) do Grupo de Transporte Especial (GTE) da FAB. (Foto: Ten. Enílton / Agência Força Aérea)

Dois aviões Embraer 190 (VC-2) da Força Aérea Brasileira (FAB) serão destacados para buscar brasileiros na China que estão expostos ao coronavírus.

Os dois aviões Embraer 190 da Força Aérea Brasileira decolam nesta quarta-feira (05), às 12h, da Ala 1 (Base Aérea de Brasília) para buscar os brasileiros que estão em Wuhan, na China, e desejam regressar ao Brasil. Dentro das aeronaves estarão uma equipe do Instituto de Medicina Aeroespacial da FAB e uma médica do Ministério da Saúde.

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, irá ao local a partir das 11h, acompanhado do Comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, para acompanhar o embarque. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o Brasil “não vai deixar os seus para trás”.

O uso de duas aeronaves é necessário, segundo o governo, para dar mais espaço entre os passageiros. Os aviões contam com 30 lugares cada um, mas a ideia é que sejam transportadas 15 pessoas por avião, disse o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou que as duas aeronaves buscarão 29 pessoas (entre brasileiros e seus familiares chineses) que estão em Wuhan, na China, cidade epicentro da epidemia de coronavírus. O grupo, que inclui ao menos sete crianças, deve chegar na madrugada de sábado (8) e desembarcará na Base Aérea de Anápolis, em Goiás, onde terá que ficar em quarentena.

O chanceler brasileiro afirmou ainda que há espaço nos voos para aqueles que ainda não manifestaram o desejo de voltar. A única condição é que a embaixada brasileira em Pequim seja avisada da mudança até 24 horas antes da chegada dos aviões à China.

Aeronave VC-2 do GTE, vista na Ala 1 em Brasília. (Foto: Sgt. Johnson Barros / Agência Força Aérea)

As duas aeronaves da FAB fazem escala em Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Urumqi (China) e devem chegar a Wuhan na próxima sexta-feira (7). A previsão inicial de regresso das aeronaves é sábado (8), no mesmo trajeto, com a diferença que os aviões seguirão de Fortaleza direto para Anápolis, e não para Brasília.

Anúncios

8 COMENTÁRIOS

  1. Notícias do 767? Já se encerrou o contrato? Pois é, nessas horas faz falta.
    Vergonha a FAB não ter pelo menos uns 4 aviões de longo alcance.

  2. Esta ai um ótimo exemplo de necessidade de se realizar um voo com o menor número de escalas possíveis. Usar um E190 é uma tragédia.

  3. Como será uma eventual desinfecção dessas aeronaves tendo em vista ser um vírus? Vão passar vassoura de fogo nele?kkkkkk

    • Diante das tão faladas restrições orçamentárias da FAB, acho que vai ser na base da lavagem com cachaça, folha de arruda, umas baforadas de charuto, bala de mel e pipoca mesmo.

  4. Uma atitude louvável do governo em repatriar esses brasileiros, ainda que o presidente inicialmente estava hesitante.

Comments are closed.