Na audiência do dia 1º, Juniti Saito disse também que soube “extraoficialmente” que Dilma Rousseff estava decidida a comprar os caças F/A-18 Super Hornet da Boeing, desconsiderando o relatório técnico da FAB.

Mas isso mudou após a denúncia de Edward Snowden de que a NSA havia espionado o governo brasileiro.

Eu comecei a desconfiar, acho que no final de 2012, (de que Dilma queria os F-18)… Imaginei que talvez a presidente estivesse preferindo uma decisão americana para se aproximar mais com os americanos em termo comerciais etc.

Ao ser questionado pelo MPF, Saito explicou por que a compra dos F/A-18E/F não vingou. “Eu tenho certeza de que foi depois que houve a denúncia do Snowden de espionagem. Ela tinha até viagem marcada para os EUA e cancelou. A partir daí, ela não falou nada.

Ex-comandante da FAB defende Lula na compra dos caças

O ex-comandante da FAB Juniti Saito foi arrolado por Lula e seu filho Luís Cláudio na ação penal que investiga suposto tráfico de influência do ex-presidente na compra bilionária dos caças da Saab.

Segundo ele, a compra do Gripen NG foi uma “decisão técnica do comando da Aeronáutica“. Ele cita as “melhores condições de transferir tecnologia” e mais baixo custeio das aeronaves ao longo de 30 anos.


FONTE: O Aantagonista

 

30 COMENTÁRIOS

  1. Esse Snowden com essa denúncia de espionagem, logo quando o Brasil iria fechar negócio com a Boeing, é muito estranho. A quem interessaria que a FAB não adquirissem os F-18? Que credibilidade tem esse Snowden para acabar com um negócio vital, na aérea de compra de caças para uma nação? Só porque ele era funcionário da NSA, CIA ou o raio que o parta??? A ex-presidente Dilma aceitou muito rápido essa denúncia do Snowden. Será que não foi uma jogada ensaiada? Por que o Snowden não queria que o Brasil adquirisse o F-18??? Com tantas denúncias, corrupções, bilhões de dólares do erário público brasileiro escoando em maracutáias, advogados pedindo representação, políticos, imprensa etc… E, só a denúncia do Snowden, o qual ninguém sabe quem pariu esse ser, ganhou ouvidos e parou uma compra vultuosa e importante para a FAB de quase 30 anos???
    Será que deu uma crise de culpa no Ex espião Snowden, para ele revelar as espionagens da NSA??
    .
    Quem cuida de assuntos estrangeiros são os Embaixadores, no nosso caso do Brasil nos EUA. Por força de Lei Internacional, Direito Público Internacional, não foi averiguado, investigado oficialmente pelos nossos embaixadores, autoridades brasileiras no território Americano.
    É brincar com a inteligência.

    Trechos da reportagem Revista Veja:
    ““Edward Snowden, vale relembrar, é aquele ex-espião americano que, em 2013, fez o maior vazamento de todos os tempos de informações sigilosas dos serviços secretos americanos, e que hoje vive no exílio na Rússia. Snowden era um analista de inteligência terceirizado a serviço da NSA (National Security Agency, a Agência Nacional de Segurança). Os documentos divulgados por ele revelaram ao mundo o alcance da espionagem americana, que violava a privacidade não só de cidadãos e líderes estrangeiros, mas também de americanos comuns.
    Antes que o conteúdo dos documentos começasse a sair na imprensa mundial, Snowden, então com 29 anos, fugiu para Hong Kong em maio daquele ano. Ele sabia que logo as autoridades descobririam quem havia feito o vazamento. Em junho, ele revelou publicamente sua identidade. Apesar de ter pedido o status de refugiado em um escritório da ONU em Hong Kong (não podia pedir esse status ao governo local, porque seu passaporte e visto ainda eram válidos), Snowden temia ser preso e extraditado a pedido da Justiça americana. Por isso, com a ajuda dos seus advogados canadenses, Snowden desapareceu por duas semanas. Reapareceu em um voo da Aeroflot com destino a Moscou, no dia 23 de junho. Como ele conseguiu ficar fora do radar do mais poderoso serviço de inteligência do mundo até esta data ainda era um mistério.
    Snowden vive em Moscou com sua namorada, uma ex-dançarina de pole dancecom quem está desde o tempo em que copiava, escondido, arquivos secretos do governo americano para divulgá-los para o mundo.””

    • Snowden fazia a denuncia e apresentava os documentos, podem existir dúvidas sobre os interesses, mas não existe em relação ao conteúdo das denúncias principais.
      É impossível nesta altura dos fatos saber como e porque começou isso.

  2. Incrível como no Brasil se esquece de história recente. Saito e FAB preferiam o Super Hornet em 2009, isso está registrado oficialmente, não adianta tentar apagar.
    Vide cablegate 09brasilia952 :
    "Subject Brazil,s Air Force Commander Asks For State Assurances On Tech Transfer By August 6
    Origin Embassy Brasilia (Brazil)
    Cable time Fri, 31 Jul 2009 20:42 UTC

    1. (S/NF) At a July 30 dinner for visiting SouthCom Commander General Doug Fraser, Brazil,s Air Force (BRAF) commander, Brigadier Juniti Saito (protect), pulled Ambassador Sobel and Political Counselor aside to discuss the FX-2 Fighter purchase. He said that there was no question from a technical point of view that the F18 was the superior aircraft. &We have been flying U.S. equipment for decades,8 he said, &and we know that it is dependable and that maintenance is simple and cost-effective through FMS.8 That has to be factored into the cost of the new fighter, he said, as the BRAF will likely be using the plane for thirty or forty years. It is the best decision, he said, and the French can,t complain as they just signed a USD 14 billion deal with Brazil (for submarines and helicopters)."
    Tal comportamente do Saito é totalmente proibido por parte de qualquer servidor público civil ou militar, indicar preferência (vida informações) p/ um concorrente durante uma concorrência.
    Obviamente que a grande mídia leiga, bem como a mídia de defesa brasileira, não aborda esse escândalo.

  3. Olá, Roberto.

    Os vazamentos do Wikileaks demonstrou que tanto o Saito e pelo menos outros 3 brigadeiros preferiam o Super Hornet.
    E se não fosse os vazamentos promovidos pelo Snowden, provavelmente o caça americano seria o escolhido. Aliás, nós já estaríamos operando esse caça na FAB. E era o meu caça preferido no FX2.

    Mas isso não tira a questão do GripenNG ter sido o melhor avaliado pela Gerência. O relatório emitido pela GPFX2, que aliás, é pontuado, é subsidiário para a decisão do Alto Comando.
    Diga-se de passagem, o relatório da GPFX2 nunca foi alterado. Até porque é subsidiário.
    Das 6 grandes áreas analisadas (nas quais eram subdivididas), uma parte dos 6 critérios foi a proposta da SAAB a que melhor pontuou e a outra a da Boeing. No final das contas, tecnicamente falando, qualquer uma das 2 poderiam ser. E como a avaliação era subsidiária, o Alto Comando, poderia escolher uma das 3.

  4. Eu só observo os especialistas aqui do cavok priorizando a escolha de um caça frente a um mísero grampo telefônico na maior autoridade do país.

    Santa ignorância senhores, isso é questão de soberania nacional ou vocês vão ficar pra sempre com as perninhas abertas pro tiosam?