Medicamentos serão transportados pelos C-130 de Minas Gerais para Pernambuco. (Foto: Ten Holanda/ Esquadrão Gordo)

Duas aeronaves C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram, na tarde desta segunda-feira (28) do Galeão (RJ), para transportar dezesseis toneladas de remédios de Montes Claros (MG) para Recife (PE). A missão acontece em apoio ao Ministério da Saúde, com objetivo de minimizar os efeitos do desabastecimento provocado pelas manifestações em todo o país.

O Esquadrão Gordo (1º/1º GT) foi acionado para a missão que, segundo nota do Ministério da Saúde, visa a “dar continuidade aos atendimentos de urgência e emergência, hospitais, transporte sanitário, rede de hemoderivados e insumos, rede assistencial, entre outros, durante paralisação dos caminhoneiros”.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, todos os estados estão sendo acompanhados e as demandas, mapeadas para atendimento das necessidades com o apoio das forças federais, estaduais e municipais.

Operações Integradas

O transporte de medicamentos pela FAB faz parte da Operação São Cristóvão, criada pelo Ministério da Defesa (MD) por meio da Diretriz Ministerial nº 6/2018. As ações em relação a esta operação são emanadas do Gabinete de Operações Integradas, coordenado pelo MD e com a participação de outros ministérios e agências governamentais.


Fonte: Agência Força Aérea, por Ten Emília Maria

10 COMENTÁRIOS

  1. 16 toneladas é remédio pra caramba! Que belo avião esse Hércules. Antes da ideia do KC-390, fico pensando se a FAB imaginou adquirir os C-130J. Acabou optando adquirir os ex-AMI e modernizá-los por sair mais em conta, mas será que estudaram adquirir novos?

  2. Gostaria de saber quantos C-130 estão operacionais na Fab atualmente?

  3. Como são fracas nossas instituições, inclui-se militares, não tem homem, impressionante.

    O que os caminhneiros estão fazendo é terrorismo, pegaram o povo como refém para chantagear o governo, e pior, o refém sofre da sindrome de Estocolmo.
    No sexto dia de cárcere do refém, o EB foi conversar, SEIS DIAS de conversa e nada vingou, e o EB foi conversar…

    Goste ou não, isso não é greve, é terrorismo.
    Aceite ou não, os "peão", o povo e o governo AMBOS INCAPAZES, jamais pensaram nas consequências.
    Nesse país é cada um por si.

    Sabe, antes eu era a favor do Lula ser impedido de se candidatar, mas a algum tempo estou vendo o que não via, deixa ele resolver a merd* que fez e não duvido nada que resolva, a sociedade é a imagem do Lula, corporativista, assistencialista, vai unir essa corja, infelizmente esse é o viés social do nosso povo.

    • Quanta besteira…
      Refém somos todos nós dessa insegurança, dos impostos abusivos, da falta de estrutura e descaso na saúde, educação, etc,etc,etc.. Se for escrever a metade dos problemas que vivemos todos os dias ficaria o dia todo digitando.
      Isso sim é terrorismo.
      É socialismo disfarçado de democracia.
      E quem nos impõe isso não são os caminhoneiros, foi e continua sendo o governo que você enxerga como o "chantageado" da história.
      O que esses caminhoneiros estão fazendo é o que todos nós deveríamos fazer, sair da zona de conforto, sair detrás do computador onde adoramos escrever textão em facebook, whatsapp etc.. culpando o universo pela nossa sorte e exigindo alguma mudança na prática.
      Quanto a parte do presidiário cachaceiro, não tenho estômago para comentar.

      • Num país fraco todos acham que pode tudo, o povo, o governo, tudo pode, não ha limites. Nunca vi algo de bom resultar disso.

        Nesse país é cada um por si.

    • E o pior é que tem gente acreditando que os caminhoneiros querem melhorar o Brasil, só querem aumentar o lucro.

      • Em nenhum momento, nenhum, pensaram no coletivo o objetivo sempre foi individual, mas o refém (povo) sofre do mal de Estocolmo, então que pague mais uma bolsa…..

    • O caminhoneiros deram uma grande demonstração de que quando há união num propósito pode-se conseguir mudanças. E porque só conseguiram para eles? O restante da população teve o interesse de reivindicar algo também? Os consumidores de gasolina, toda a população extorquida a 500 anos por impostos abusivos e vendo corruptos se safarem impunemente tiveram o interesse em fazer algo de concreto e efetivo além de postar mensagens raivosas em mídias sociais? A população brasileira é culturalmente doutrinada para viver em busca de propósitos pessoais, egoístas, não coletivos. Sou eu, minha família, minha empresa e o resto que se dane. E sempre querendo que os outros resolvam, os militares com intervenção, os caminhoneiros que deveriam reivindicar tudo para todos, e se não o fazem, são baderneiros atrapalhando o país, diga-se me atrapalhando de alcançar meus propósitos pessoais. Lembro-me que, se não me engano nos anos 80, a França inteira parou porque aumentaram o preço do pão. Se tornar país de primeiro mundo não é só uma questão de ter tecnologia de ponta e alto nível de renda. É antes de tudo alcançara a maturidade necessária para compreender que, goste ou não de seus vizinhos, somos todos células a compor os órgãos de um mesmo corpo, e se as células não trabalham em harmonia em prol da saúde e progresso coletivos, os órgãos colapsam, o corpo morre,e para evitar isto é necessário nos livrarmos das principais causas das nossas mazelas, a fraqueza, a submissão e uma educação voltada para o egoísmo e a mesquinhez. E você chega ao ponto de dizer que é melhor soltar o chefe da OrCrim para ele resolver!!! Triste, lamentável, patético.

      • Caminhoneiros unidos pelo crime provam que o crime organizado compensa.

        • Para quem é tiete da OrCrim e defende regimes totalitários como China e terroristas como o Iran, seu conceito de crime organizado só pode ser bem peculiar.

Comments are closed.