FAB #1Atividade prevê abordagem e revista de aeronave interceptada após o pouso.

O Batalhão de Infantaria da Aeronáutica Especial de Canoas (BINFAE-CO) realizou um treinamento de Medidas de Controle no Solo (MCS), visando o preparo da tropa que participa da Operação Ágata 11 como elo de defesa aérea. A atividade foi feita na manhã de terça-feira (14/06) na Base Aérea de Canoas (BACO).

As Medidas de Controle no Solo ocorrem quando uma aeronave é interceptada pela Força Aérea Brasileira e orientada a realizar um pouso obrigatório em um determinado aeródromo para averiguação de possíveis irregularidades. A partir de então, unidades de Infantaria desempenham ações de Polícia da Aeronáutica, realizando abordagem e revista da aeronave e de seus tripulantes e passageiros, a execução de prisão em flagrante delito e o isolamento do local para fins periciais.

FAB #2O treinamento possibilita ao operador conhecer procedimentos e métodos de abordagem para a detenção em solo de aeronaves ilícitas, a fim de contribuir para a soberania do espaço aéreo brasileiro”, conclui o instrutor da atividade, Tenente de Infantaria Francesco.

No decorrer da Operação Ágata 11, que acontece numa extensão de fronteira equivalente a 16.886 quilômetros e às vésperas dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o BINFAE-CO mantém dois grupos de combate prontos para atuar como operadores de MCS e como Força de Reação em Alerta.

A Ágata 11 também conta com a participação da Marinha e do Exército, além de agentes das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar e profissionais de agências governamentais.


FONTE: Força Aérea Brasileira

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. Fico pensando o seguinte: tomara que nossas forças de segurança não sejam testadas durante os jogos olímpicos, afinal todos nós aqui sabemos a bagunça e o despreparo (além da catástrofe) que será.

  2. Esta atividade é de responsabilidade da PF em aeroportos civis, por isso é pouco treinada na FAB.

Comments are closed.