O ANL, conhecido como Sea Venom pela Marinha Real britânica, é um míssil de 100 kg que está sendo desenvolvido para substituir o Sea Skua e o AS-15TT, que, embora não tenha sido adquirido pela marinha francesa, foi exportado para vários países. (Foto: MBDA)

Equipes da Direção-Geral de Armamentos da França (DGA) e da fabricante MBDA concluíram com êxito o primeiro lançamento do míssil anti-navio leve (ANL – AntiNavire Léger) Sea Venom, no dia 21 de junho de 2017, na área de Île du Levant do Centro de Teste de Mísseis da DGA no Mediterrâneo. O míssil foi lançado a partir de um helicóptero de teste Panther operado pela divisão de Testes de Voo da DGA.

O programa ANL é um projeto cooperativo franco-britânico sob o tratado Lancaster House assinado pela França e Reino Unido em novembro de 2010. O míssil ANL destina-se a equipar os helicópteros na Marinha Francesa e da Marinha Real britânica para combater uma ampla gama de ameaças de superfície, de embarcações rápidas e manobráveis a corvetas, inclusive no ambiente costeiro.

Ele tem o modo “dispare-e-esqueça”, bem como a habilidade “man in the loop” de controlar o arma até seu impacto no alvo. Os ANLs da Marinha Francesa armarão principalmente o seu futuro Helicóptero Conjunto Luz (Hélicoptère interarmées léger, ou HIL). Quando em serviço no Reino Unido, o míssil está planejado para ser usado no helicóptero AW159 Wildcat. O míssil foi projetado para uso na mais ampla gama de plataformas, com ensaios de transporte aéreo realizados para demonstrar a compatibilidade do míssil em helicópteros Lynx legados.

O Sea Venom sendo avaliado num Lynx Mk8 da Marinha Real britânica. (Foto: MBDA)

O contrato para a implementação do programa ANL foi concedido à MBDA no dia 26 de março de 2014 pela DE&S (Defense Equipment and Support), um dos homólogos britânicos da DGA francesa, e visa substituir os sistemas existentes e legados, como o Sea Skua desenvolvido no Reino Unido e os mísseis anti-navio AS15TT desenvolvidos na França.

Este projeto constitui o primeiro programa conjunto totalmente implementado nas disposições de dependência mútua acordadas na iniciativa One Complex Weapon para consolidar a indústria de mísseis franco-britânicos em torno da MBDA.

* “Bruiser Loose” é a palavra-chave da OTAN para o disparo bem-sucedido de um míssil anti-navio lançado em voo.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS