O atual Dassault Falcon 2000 usado para transporte de autoridades na Bulgária. (Foto: Eduard Heisterkamp)

O Gabinete da Bulgária disse no dia 11 de dezembro que mandatou o chefe do 28º Destacamento Aéreo, encarregado de transportar funcionários do estado e do governo da Bulgária, para manter conversações sobre a aquisição de uma nova “aeronave para realizar voos para fins especiais”.

A breve declaração do gabinete de mídia do Gabinete não forneceu detalhes sobre as restrições financeiras – o tamanho da aeronave, sua idade e alcance, todos os quais foram fortemente considerados nas considerações finais de preço.

Após a conclusão das negociações, o resultado será apresentado ao Gabinete, que tomará uma decisão sobre o assunto, afirmou o comunicado. Além disso, o 28º Destacamento Aéreo foi ordenado pelo Gabinete para realizar a construção de um hangar para armazenar a aeronave e realizar operações de manutenção e reparo.

O comunicado não informou se o jato seria um substituto para a aeronave atualmente usada pelo 28º Destacamento Aéreo, que opera um jato executivo Airbus 319 e um Dassault Falcon 2000.

Porém, relatos na mídia búlgara vincularam o anúncio à série de problemas enfrentados nos últimos anos pelo Dassault Falcon 2000, incluindo um incidente no mês passado em que ele teve que fazer um pouso de emergência depois que seu sistema de navegação falhou.

O incidente aconteceu com o primeiro-ministro Boiko Borissov a bordo, durante a aproximação ao aeroporto de Sofia em um voo de Salônica.

Após o incidente, o comandante do 28º Destacamento Aéreo, general Todor Kodzheikov, sugeriu que estava na hora do gabinete pensar em comprar uma nova aeronave.


Fonte: The Sofia Globe

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Opções não faltam, mas nesse caso está me parecendo mais falta de manutenção que a aeronave em si.

Comments are closed.