McDonnell Douglas F-15E Strike Eagle, Foto - Ralph Duenas
F-15E Strike Eagle / Foto: Ralph Duenas, em caráter ilustrativo

Dois influentes senadores americanos começaram a questionar os motivos pelo qual os EUA tem adiado, há dois anos, a aprovação do fornecimento de 73 unidades do caça F-15E Strike Eagle, atualmente fabricados pela Boeing, ao Qatar. Segundo os congressistas, a culpa do atraso é da Casa Branca.

Além do Qatar, outro país que tem sido prejudicado por essa morosidade é o Kuwait, que por igual espaço de tempo tem tentado adquirir 28 unidades do caça F/A-18E/F Super Hornet, também fabricado pela Boeing.

No dia 20 de janeiro, o senador John McCain, presidente da Comissão das Forças Armadas no Senado, conhecido por ser um critico ferrenho da administração Obama, questionou esse atraso, principalmente porque ele ocorre num momento em que os aliados sunitas dos EUA no Oriente Médio buscam garantias com relação a postura americana na região, em decorrência da melhora nas relações diplomáticas entre o seu arquirrival, o Irã, e a Casa Branca.

A U.S. Air Force F-15E Strike Eagle aircraft from the 335th Fighter Squadron releases flares during a local training mission over North Carolina, Dec. 17, 2010. (U.S. Air Force photo by Staff Sgt. Michael B. Keller)
F-15E Strike Eagle / Foto: Michael B. Keller, em caráter ilustrativo

“Não tenho dúvidas de que a administração Obama tem adotado uma postura diferenciada com os iranianos, até por acreditar que isso tende a diminuir as tensões sectárias na região. A realidade, entretanto, é que as propostas do governo para o Irã só exacerbaram essas tensões, afirmou McCain durante uma audiência do Senado.

“Em paralelo a essa nova postura, os EUA tem sido lentos em oferecer apoio aos seus tradicionais aliados e parceiros, como tem ocorrido com a atraso na aprovação das vendas de caças para o Qatar e Kuwait. Isso não deveria acontecer, e estamos fazendo tudo que podemos para acelerar este processo”, acrescentou.

Também no dia 20 de janeiro, o senador Bob Corker,  presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, declarou “acreditar que a Casa Branca tome uma decisão a respeito do assunto nos próximos 2 meses, para então buscar aprovação do Congresso”.

De acordo com Corker, o Qatar busca adquirir 73 unidades do caça F-15E Strike Eagle, que seriam fornecidos em dois lotes (36 exemplares no primeiro lote); uma compra que levaria 42 meses para ser entregue.

“Este processo já se arrasta por 2 anos, o que é bastante incomum. Pessoalmente, eu gostaria de ver esse assunto resolvido”, afirmou  Corker.

An F-15E Strike Eagle from the 391st Expeditionary Fighter Squadron at Bagram Air Base, Afghanistan, launches heat decoys Dec. 15 during a close-air-support mission over Afghanistan. (U.S. Air Force photo/Staff Sgt. Aaron Allmon)
F-15E Strike Eagle / Foto: Aaron Allmon, em caráter ilustrativo

RELEMBRE: Kuwait segue comprometido com a aquisição do Super Hornet

divider 1

FONTE: Defense News

EDIÇÃO: Cavok

24 COMENTÁRIOS

  1. O lobby é forte lá, no nível hard! Essa encomenda, se sair, vai ser o Canto do Cisne do Eagle. Particularmente, e deixando a questão política fora da equação, penso que a melhor opção ao Qatar seja o Rafale.

  2. A LM deve ter distribuido muita propina lá pro GF americano…..eles vetam tudo que é da boeing e só comprar ( em sua maioria ) produtos Locked

  3. Rapaz … estive olhando no wikipédia, a fonte mais confiável da internet (ironic mode) … e vi que o Q/Catar é 51° em PIB Nominal e nós somos o 6°.
    Daí os caras estão esperando o Tio San liberar 73 F-15E!
    Francamente não entendo como é penoso para nós liberarmos US$ 4,5 bi num PIB de US$ 2,5 tri e os "catanenses" devem desembolsar por baixo uns US$ 10 bi num contrato como esse.
    Alguém mais entendido pode me explicar?

  4. A administração de esquerda da Casa Branca me faz lembrar um outro país tão bom neste negócio de deixar aliados de lado e partir para aventuras sem um objetivo definido. A coisa está feia, e parece que o Tio Sam enlouqueceu, e está entregando Egito, Arabia Saudita e recentemente o Paquistão no colo de Rússia, França e China. Sem contar Taiwan que sofre dos mesmos embargos, ampliando um pouco o foco. Esta administração Obama é infantil e ao invés de negociar, faz um joguinho de garoto magoado. E o que está por trás disso tudoé o fracking do xisto, e o preço do petróleo artificalmente mantido baixo pelos Sauds. Isso magoou o Obami, Kerry, e Hillary. Tipo uma traição saudita, mas também o financiamento de grupos extremistas pela Arabia Saudita.

  5. O problema não é a LM é o cidadão de orelha de açucareiro que senta no salão oval…

    Bush filho criou muitos problemas para o mundo, mas o Obama só os está aumentando.

  6. Falam só contra o Obama? ok… mas "caiu" no colo dele a M que o Republicno Burro Bush fez… eu não acho o Obama tão mal assim para com o seu povo, os USA… os americanos, com este presidente, acabam ficando menos visados pelos terroristas… criados por um "aliado"… diga-se de passagem…

    Sobre o F-15E… a hora que os caras porem a mão no Rafale, nem vão querer ouvir falar em F-15… 🙂

Comments are closed.