Um Boeing C-97 pertencente à Berlin Airlift Historical Foundation (BAHF) foi reformado a condição de vôo e estará em breve novamente no ar.

O Boeing C-97 da BAHF é o único com certificado de aeronavegabilidade no mundo. O avião fará parte de uma exposição da organização dedicada a honrar a herança da Guerra Fria da USAF.

O Boeing C-97G número de série 52-2718 saiu da linha de montagem em Seattle, WA e foi aceito pela USAF em 27 de abril de 1954. Fabricado como avião-tanque, recebeu a designação KC-97G. O avião foi retirado de serviço em 1976.

Em 1986 o 52-2718 foi leiloado no mercado civil. Convertido em C-97G com a remoção do equipamento destinado ao reabastecimento aéreo e a adição de portas de carga, o avião realizou 718 missões humanitárias na África e acabou seus dias carregando peixe no Alaska.

A BAHF comprou 52-2718 em 1996. Em outubro de 1998, foi transferido para inspeção e restauração. Em setembro de 1999, a FAA aprovou o Programa de Inspeção e, em 2000, a aeronave foi pintada nas cores do YC-97A 45-59595, o único C-97 usado no transporte aéreo de Berlim. Em 2002, foi transferido para Floyd Bennett Field em Brooklyn, NY, em maio de 2002, onde atualmente reside.

A restauração foi concluída em 2016 e só então começou a formação da tripulação. Tecnicamente a aeronave precisa de pilotos atuais no modelo, porém, não há ninguém no mundo capacitado para voar o C-97. Uma equipe já está em treinamento, mas ainda precisam de autorização da FAA para poderem voar o modelo.

A Fundação Histórica de Berlim apelou para os veteranos de C-97 e suas famílias, bem como a famílias e amigos de veteranos da Guerra Fria, e todos os americanos patrióticos para ajudar na missão de recuperar o único C-97 capaz de voar.


FONTE/IMAGEM: War Bird News, por Greg Morehead.

6 COMENTÁRIOS

  1. Fantástico. A maior dor de cabeça devem ser os motores, pois a tecnologia dos motores a pistão de grande potência já havia chegado ao limite então ficavam sujeitos a mais quebras, exigindo manutenção constante. Boa sorte.

  2. "não há ninguém no mundo capacitado para voar" é só pegar algum veterano querendo matar a saudade de pilotar o C-97, faz um check-up pro Exame médico, dá aquela renovada marota no Brevê do tiozão e pau na máquina…vai com fé!

  3. Magnífico este trabalho de restauração do C-97!! Na minha opinião, considero todo veterano da aviação restaurado, seja este civil ou militar, seja simplesmente para demonstração estática ou em plenas condições de voo, uma grande vitória para o resgate da história da aviação.