O caça Gripen NG Demo durante testes em Linkoping, Suécia, no mês passado. (Foto: Gripen International)

A equipe de avaliação da Força Aérea da Índia que foi para Europa para Fase 3dos Testes de Avaliação em Voo (FET) para os caças Eurofighter Typhoon e Gripen Demo ficaram trancados no continente europeu devido a nuvem de cinzas do vulcão da Islândia. Ainda não está confirmado se eles retornaram para Índia, mas eles tiveram um bom período em Linkoping, Suécia, durante a primeira semana desse mês quando um membro da Força Aérea da Índia tornou-se o primeiro piloto de fora da Suécia a voar com a caça Gripen NG Demonstratror no assento da frente do cockpit.

A equipe efetuou oito voos com a aeronave, e irão voar com ela novamente no mês que vem. O caça Gripen Demo deve chegar em Jamnagar, na Índia, no dia 17 de maio, onde a Força Aérea da Índia decidirá a sequência de avaliações que a aeronave deverá passar.

Enquanto o pessoal da Gripen ainda está com as informações quentes sobre o desempenho de seu par de caças Gripen-D durante a fase de avaliação na Índia, a equipe está notadamente nervosa sobre o translado do Gripen Demo para Índia.

O representante da Gripen para o programa MMRCA, Eddy de la Motte, disse: “Enquanto nós estamos muito confiantes que o Gripen Demo execute com perfeição aquilo que for exigido dele, nós esperamos que não ocorram problemas em levar ele para Índia. Nós levaremos ele da Suécia para Índia e achamos que não haverá qualquer problema, mas acima de tudo a aeronave é um protótipo, e precisamos tomar todo cuidado.”

A Força Aérea da Índia tem a intenção de colocar o Gripen Demo através de todos tipos de ensaios em Bangalore, Jaisalmer e Leh, mas talvez não nessa ordem. Todavia, as avaliações do Gripen Demo serão feitas numa aeronave substancialmente diferente das duas aeronaves que voaram na Índia no mês passado.

A fase de seleção dos finalistas do MMRCA está programada para ocorrer em outubro desse ano.

Anúncios