Uma das aeronaves que estarão este ano no AirVenture 2010, o Focke-Wulf Fw190A-9.

A EAA recebeu uma bela notícia essa semana, que dois extremamente raros caças da Segunda Guerra Mundial farão estarão presentes durante o AirVenture 2010 em Oshkosh, Wisconsin: o Focke-Wulf Fw190A-9 da Frasca International, usado pela Luftwaffe, juntamente com um Nakajima A6M2 Model 21 Zero de 1941 que era utilizado pelo Japão, que foi restaurado e pertence à corporação Dakota Blayde Zero LLP, de Nortn Dakota. Esses dois excelentes exemplos de aeronaves do eixo ficarão em demonstração durante a semana na nova área destinada para os Warbirds, a “Scotts Warbird Alley,” e também farão parte do último programa “Warbirds in Review” de 2010 previsto para o dia 1° de agosto.

Saiba mais sobre as duas aeronaves que estarão presentes ao AirVenture, que ocorrerá entre os dias 26 de julho e 1° de agosto, em Oshkosh, Wisconsin.

Fw190A-9

O Focke-Wulf Fw190A-9, da Frasca International.

O Fw190 está atualmente em Chino, na California, onde uma equipe está trabalhando fervorosamente para preparar a aeronave, disse Tom Frasca. “Nós estamos trabalhando nos pequenos detalhes,” ele disse, mencionando uma questão do resfriamento da temperatura do óleo. “Steve Hinton voou com a aeronave três veses, e o próximo voo será na semana que vem.”

“Quando for segura para cruzarmos as montanhas, nós estaremos prontos para Oshkosh,” ele disse.

A aeronave, que começou como uma réplica Flug Werk, acabou incorporando muitos componentes originais. Frasca reforça a autenticidade do cockpit. “Ele está espectacular, feito com peças originais, incluindo placards e os instrumentos.”

O motor é um radial Pratt & Whitney 2800 girando uma hélice Hamilton Standard. Seu ‘tail number’ é N190RF. Ele está pintado no esquema do Fw190 voado pelo famoso piloto ás alemão Oskar Bosch. O A-9 foi o último dos nove modelos “A”, e mais de 20.000 Fw-190 em todos modelos foram fabricados durante a Segunda Guerra Mundial.

Nakajima A6M2 Model 21 Zero

O Nakajima A6M2 Model 21 Zero restaurado pela Dakota Blayde Zero.

A aeronave, S/N 1498, foi restaurada a partir de uma aeronave acidentada decoberta na selva das Ilhas Ballale, no árquipelago de Salomões, em 1965. A restauração da aeronave tem sido feita com a ajuda de engenheiros aeronáuticos japoneses e outros especialistas do mundo. Tudo na aeronave é original, com exceção do motor, o qual como com o Fw190, é um P&W 2800. Sua restauração durou várias décadas.

A revista Classic Wings, num artigo de 2008 deu o título, “O Zero Perfeito,” descrevendo a restauração: “Como é apenas o único Zero original voando atualmente, os colecionadores tiveram que se contentar com aeronaves totalmente reconstruídas com motores americanos para preencher o espaço. A maioria começou com os restos de recuperação os quais estavam em bom estado, e totalmente reconstruir a aeronave, tendo que refabricar centenas de peças, custando uma grande quantia de tempo e dinheiro. Um das mais esquisitas máquinas que já renasceu desse jeito foi o Zero ‘1498’.”

Warren Pietsch, piloto de demonstração aérea que voou com a aeronave e é um dos principais pilotos da Dakota Blayde, voou com a aeronave desde o Museu Aéreo Fargo na semana passada para o Dakota Territory Museum, em Minot. Os preparativos estão em andamento para trazer ele para Oshkosh na semana anterior ao AirVenture.

Quem tiver interesse em ir para o AirVenture 2010, o maior show aéreo do mundo, basta acessar o site da Candiota Turismo: www.candiota.com.br

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Caro Fernando Valduga,

    Essa informação da fonte com relação aos motores usados pelos aviões, gera uma certa duvida.

    Creio que PW 2800 seria muito para essa células, não seria o P&W R-1830 ou o Wright R-2600 ?

Comments are closed.