F-15I
Boeing F-15I / Foto: Israeli Air Force

Os caças Boeing F-15I da Força Aérea de Israel (IAF) serão atualizados. Entre as mudanças, está prevista a instalação de um radar com Antena de Varredura Eletronicamente Ativa (AESA).

O sensor mais provável de ser instalado é o Raytheon APG-82 (V) 1, em substituição aos envelhecidos APG-70. O radar é o mesmo selecionado pela USAF, para modernização de seus F-15E.

O novo radar com Antena de Varredura Eletronicamente Ativa (AESA) vai permitir que o caça F-15I possa detectar e rastrear um número muito maior de alvos aéreos e terrestres, além de mapeamento em alta resolução. Foto: Raytheon

A utilização de um radar de fabricação americana, em vez de israelense, deve-se provavelmente ao fato de os mesmos serão pagos com recursos do fundo de cooperação militar, recebido anualmente dos EUA.

Israel F-15I
Boeing F-15I / Foto: Israeli Air Force

O F-15I é atualmente o vetor mais complexo e melhor equipado em uso pela IAF, possuindo, em comparação às outras aeronaves da força, maior autonomia, além de ter a capacidade de transportar mais armas.

Nos meios militares, a atualização do F-15 israelenses é vista como um resultado direto do atraso no programa do F-35. Israel já adquiriu 19 unidades do caça F-35A, a um custo de US$ 2,75 bilhões, com as duas primeiras unidades previstas para serem entregues em 2018. Ano passado, o Ministério da Defesa israelense recebeu aprovação para adquirir mais 14 unidades da aeronave.

 

FONTE: Flightglobal, Raytheon – EDIÇÃO: Cavok

81 COMENTÁRIOS

  1. Não é o A-1M são os que ainda não receberam a modernização e que estavam sendo empregados na campanha de ensaios de armamentos inteligentes junto ao 3°/10°.

Comments are closed.