O F-35B pode realizar sua primeira missão de combate em breve. (Imagem ilustrativa)

Caças Lockheed Martin F-35B Lightning II do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (USMC) podem realizar sua primeira missão de combate em questão de dias, disseram vários oficiais de defesa dos EUA à CNN.

A variante de decolagem curta e pouso vertical (STOVL) do caça de quinta geração furtivo está atualmente a bordo do navio de assalto anfíbio USS Essex e deve em breve estar em posição de realizar ataques aéreos no Afeganistão.

O USS Essex já navegou do Golfo de Aden para o norte do Mar da Arábia e deve entrar no Golfo Pérsico nos próximos dias, disse um oficial.

Pilotos de F-35B estiveram conduzindo missões de inteligência e vigilância na Somália enquanto de prontidão para realizar apoio aéreo para tropas dos EUA no solo se necessário.

Em maio, durante uma convenção com comandantes de forças aéreas de vários países, a Força Aérea Israelense (IAF) anunciou que utilizou seus caças F-35I Adir em combate pela primeira vez, atacando pelo menos dois alvos não especificados na região.


FONTE: CNN – Edição: Cavok

Anúncios

29 COMENTÁRIOS

  1. Uma coisa é jogar bombas nos barbudos de AK, outra completamente diferente é encarar o "chão dos infernos", com radares e baterias SAM pra tudo quanto é lado!! Tio Jacó fez uns ajustes, colocou recheio próprio e provou que o avião presta! Entrou no espaço aéreo da Síria, jogou suas bombas e saiu tranquilamente!
    Vejamos quais situações a versão americana irá encarar!
    Qual suas considerações nobres colegas?

  2. Depois que o Su-35 enquadrou o F-22, creio que será ainda mais fácil com esse.

    • Acorda para vida Xings! Antes do Su-35 botar o IRST em cima do F-22 o caça norte-americano já sabia da presença do piloto russo. Saia do mundo encantado da Sputnik,ela é mantida pelo crápula do Kremlin para disseminar fake news!

      A verdade é bem menos otimista para os russos pois, como todos sabemos, os F-22 têm sido capazes de observar impunemente os pacotes de ataque russo. Inclusive em uma ocasião os Su-30 apenas perceberam a presença do F-22 quando o caça da USAF já estava no alcance visual:
      https://drive.google.com/file/d/18shc1ncUFg-PTxt6

      • Se, se, se……..
        A verdade é que os radares do S-400 detectaram o F-22 e mandaram o Su-35 interceptar.
        E em vez de derrubarem o americano, preferiram triar uma foto.
        Simples.

        • Mais do mesmo ou seja, lorota do mundo encantado da Sputnik…

          Tente outra vez Xings!

        • De adianta enquadrar se não estão em guerra e o f-22 chegou perto? Mesma coisa que nada…

        • E quantas vezes os F-22 colocaram os Su-30 e Su-35 no alcance dos AMRAAMs?

          Seus argumentos são vazios.

        • Antoniokings. Tem radar S-400 naquela localidade específica? Até onde sei é o S-200 que lançou o míssil. O S-400 sim pode detectar, mas não tinha naquela localidade amigo.

        • A verdade é que Israel entrou e saiu da aérea de defesa russa sem problemas.

    • Alguém preste ajuda ao Xings para o SUS, ele está delirando…kkk
      O piloto do SU-35 deve ter realizado o sonho ao ver pessoalmente e comprovar que o F-22 é a Águia a ser batida.

    • Verdade meu amigo! Mas temos que levar em conta que ainda não inventaram aviões stealth para sensores passivos IRST/FLIR.
      E sem contar que os russos possuem expertise nesta tecnologia. Me corrijam se eu estiver errado em minha afirmação.

      • O único avião imune à detecção visual é o da mulher maravilha….rs!

        Essas questões poderiam ser discutidas por nós de maneira muito equilibrada mas infelizmente há aqui elementos como o Xings cuja única tarefa é poluir a coluna de comentários com bobagens, proselitismo barato e preconceito.

        • Todos os caças furtivos chineses são imunes ao IRST, pois estão dentro do hangar no ar condicionado.

      • Ironicamente quem criou o primeiro sensor IRST foram os americanos, então duvido que os Russos tenham mais expertise que eles. alem do mais os F-22 não estão exatamente se escondendo na Siria. é obvio que eles usam dispositivos para aumentar seu RCS e mascarar sua verdadeira assinatura. (afinal eles não querem que os russos saibam o real RCS do F-22 e F-35 e não tem porque ele usar toda a sua furtividade na região) dito isso, todo mundo sabe que em condições 100% ideias o SU-35S com o seu IRST consegue detectar o F-22 a uma distancia media de 90km de distancia. nisso ai o radar do F-22 já viu o Sukhoi a mais que o dobro da distancia e já poderia ter disparado seus AIM-120 (a versão mais moderna) no Dobro da Distancia (180km) some isso ao fato de que F-22 não voa sozinho (apesar de parecer, eles são acompanhados) o americano com certeza sabia da presença do SU-35. em um combate real, DIFICILMENTE um SU-35 chega perto de um F-22. dificilmente.

        • Você está certíssimo! Contudo tem quem acredite no conto da carochinha da Sputnik, aquele que diz que "O radar do S-400 detectou o F-22 e mandou o Su-35 ir lá ver"…….

            • A resposta é mais simples do que parece caro EMB. radares de baixa frequencia. geralmente os radares de busca (os de baixa frequencia) especialmente feitos para busca de longo alcance conseguem detectar as aeronaves furtivas com maior facilidade do que os radares de alta frequencia (que equipam os caças e misseis) entretanto os radares de baixa não conseguem saber que é uma aeronave furtiva, tudo oque eles conseguem é saber que "tem algo por ai" ja que a aeronave furtiva aparece como um borrão que some e volta a aparecer no radar. sabendo que tem algo estranho naquela região é bem facil fazer a vetoração de algum caça para realizar buscas mais proximas e ver oque realmente é. no caso um F-22. mas em todo esse processo, da pra perceber que a aeronave furtiva detem todas as vantagens de ver, saber e encontrar seu inimigo não furtivo muito antes dele. radares de baixa frequencia servem apenas para um aviso antecipado mas nem eles são a solução ideial já que não podem guiar misseis e não indicam com precisão qual aeronave furtiva está na regiao.

            • Esta é a aula de ginástica que o pessoal está tendo para negar o óbvio. O F-22 estava a um dedo de ser derrubado pelo piloto russo. Bastava o russo aoertar um botão. E não seria o da foto. O resto é blá blá blá.

              • Olha Xings. Gosto de seus comentários para dar risada. Há um tempo atrás, você comentava e eu até gostava das suas opiniões, mas ultimamente está difícil (só sputnik). valeu

              • O óbvio é que o F-22 soube bem antes da presença do caça russo…..

                O resto é fantasia da Sputnik Xings! Aceite….

              • Então meu caro "amigo" xings eu acho que pode ser considerado com muita facilidade que quando qualquer aeronave ocidental intercepta as aeronaves Russas fazendo suas peripécias nas fronteiras é seguro dizer que os europeus/americanos so não abateram porque não quiseram e que o resto é Bla bla bla não? Essa sua visão simplória e boba só convence pessoa que tem o QI abaixo de 10.

                • E o que não está são os F16 israelenses que entraram e saíram da área de defesa russa sem serem incomodados.

  3. noticias no radio na alemanha direto falando em comprar F35.
    depois que israel ja provou a capacidade do jato.

Comments are closed.