Su-35S - VKS, Red 32 (RF-95496), by Vadim
Su-35S – VKS / © Vadim, em caráter ilustrativo

A agência de notícia Reuters, citando fontes israelenses, informou hoje que caças russos dispararam pelo menos duas vezes contra aeronaves militares de Israel no espaço aéreo sírio, levando o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a procurar melhorar a coordenação operacional com Moscou.

Não foram informadas as datas ou ou locais onde os incidentes teriam ocorrido, bem como não houve qualquer indicação de que as aeronaves israelenses teriam de fato sido atingidas.

A imprensa israelense também informou que na semana passada um caça russo teria se aproximado de uma aeronave de combate israelense  na costa mediterrânea da Síria, mas que não houve contato entre as aeronaves.

Um porta-voz militar israelense não quis comentar. O gabinete de Netanyahu e a Embaixada da Rússia em Israel não respondeu imediatamente.

Posicionamento do Kremlin

Dmitry Peskov, porta-voz do presidente russo Vladimir Putin, comentou as informações divulgadas pela imprensa israelense, afirmando que “o que foi divulgado, neste caso, está longe da verdade”.

Sukhoi Su-35S - VKS, Foto - Petr Akulin
Su-35S – VKS / © Petr Akulin, em caráter ilustrativo

RELEMBRE:

divider 1

EDIÇÃO: Cavok

COLABOROU: Ufric, obrigado!

Anúncios

20 COMENTÁRIOS

  1. Eita carai! Os dois haviam concordado numa relação de respeito entre as duas forças e me vem essa?! Rolando um bom dia com DIREITO a rajada de tiro! Ô loco.

  2. Será que os pilotos Russos sabiam se tratar de aeronaves Israelenses?

    • Poxa pior que a pintura do F-16 israelense é bem diferente dos caças turcos (caso tenha sido o F-16).

  3. Na boa, acho que não foi nada, só uns jactos se encontrando no ar e o lançamento de uns flares, no modo cordial, daí alguém no solo viu e pimba! Tá feita a história!

  4. O fato é : Não temos qualquer informação sobre aeronaves da IAF abatidas

    • Mas ninguém falou em abate. Se é que esse evento de fato ocorreu, os tais disparos podem ter sido de advertência, feitos através de canhão, sem o objetivo de alvejar a aeronave.

      É preciso lembrar que essa não é a primeira vez que alguém noticia o encontro não amigável de aeronaves russas e israelenses nos céus da Síria: http://www.cavok.com.br/blog/cacas-f-16-israelens

      • Eu tenho que insistir , o texto fala de forma clara em "disparar contra" , nao fala de disparos de alerta ou algo do género. Se aconteceu um disparo "contra" alguem ou alguma coisa o objetivo e acertar,derrubar,destruiar tal coisa …. E ao que parece não lograram êxito.

  5. Os israelenses começaram a bombardear comboios do Hezbollah na Síria há algumas semanas atrás para destruir armas capturadas pelo grupo. Com o Hezbollah recebendo apoio aéreo dos russos para atacar o EI, talvez os russo não vejam com bons olhos isso mas duvido que atirariam contra os israelenses, só devem ter ido bater asa em algum drone ou outro.. https://www.rt.com/news/339237-israel-hezbollah-s

    Entre os armamentos que o hezbollah teria capturado recentemente pode estar uma bateria Buk entre outra diversidade de armas. http://www.timesofisrael.com/if-hezbollah-has-thehttps://www.youtube.com/watch?v=0XVB51Wdfac

    • Esse momento de "regime change" na Síria e Iemen vai gerar movimentação de muito armamento para grupos como Hezbollah, Israel vai ter que suar a camisa depois que as coisas estabilizarem na Síria.

  6. Realmente os israelenses TEM TODO direito de invadir o espaço aéreo Sírio para bombardear comboios Sírios com armas para seus aliados do Hezbolah…

    Como é engraçada a cabeça das pessoas que acham que Israel e os EUA podem TUDO.

    Outro dia foi os rasantes "não profissionais" dos Russos ao USS John Cook um Destroyer lança mísseis de cruzeiro que navegava "inocentemente em águas internacionais" a míseras 20 milhas da costa RUSSA pois os americanos são um dos únicos países do mundo que não reconhecem nenhum tratado moderno de Direito Marítimo fingem HIPÓCRITA E ARROGANTEMENTE que ainda estão na época do mar territorial para proteger de canhões navais.
    Santa Inocência…

    • E Israel vai deixar o Hezbolah se armar.

      Se a síria ajuda inimigos de Israel é inimiga também, não tem nada a ver com o destroyer americano.

    • direito eles n tem, mas tbm não sofrem consequencias legais e mesmo se sofressem creio que eles iriam preferir estas do que ver seus inimigos aumentarem seu poder militar

    • Meu caro Giba deixa eu esclarecer uma coisa para você de uma vez por todas. O Hezbollah é um grupo terrorista ARMADO E FINANCIADO PELO IRÃ para travar uma guerra assimétrica e desgaste contra o Estado de Israel. Basta lembrar que o regime iraniano, fascista,teocrático e medieval, tem como meta a destruição física de Israel e do seu povo. As armas que estavam sendo transportadas destinam-se a atacar civis e militares israelenses. E uma que todo Estado do mundo é obrigado a defender e proteger seus cidadãos, os israelenses tem TODO O DIREITO de destruir essas armas onde quer que elas estejam afinal, quem age ao arrepio da lei é o regime iraniano, que arma e financia o hezbollah, e os sírios, que permitem que esses comboios cruzem seu território em direção ao Líbano.

      Ah! apenas por curiosidade Síria e Israel estão tecnicamente em guerra, o que dispensa maiores questionamentos acerca da legalidade ou não das incursões israelenses com o fim de destruir esses comboios.

      Quanto ao incidente no Báltico, se você observar o mapa do referido mar irá perceber que não se trata de quintal russo mas sim que o mesmo é compartilhado por outros países como Suécia e Polônia, todos eles vítimas frequentes de violações do espaço aéreo e marítimo perpetradas pelos russos. E falando em Polônia, o USS DONALD COOK estava realizando manobras com navios e aeronaves polonesas quando da exibição ridícula e imprudente dos russos, que violaram um tratado de 1972 assinado ainda pela antiga URSS.

Comments are closed.