Aeronave RC-135 da USAF sendo acompanhado em voo por caças Su-27. (Foto: Ministério de Defesa da Rússia)

 

A Rússia enviou caças Su-27 baseados na região do Báltico para interceptar aeronaves de reconhecimento dos EUA e da Suécia, informou o Ministério da Defesa da Rússia.

De acordo com um comunicado divulgado hoje pelo Ministério da Defesa da Federação Russa, instalações de controle do espaço aéreo terrestre detectaram dois alvos aéreos sobre as águas neutras do Mar Báltico, tendo se aproximado da fronteira do estado da Federação Russa.

“Para interceptar os alvos, um caça Su-27 das forças em serviço da Defesa Aérea Russa na região do Báltico decolou. Ele se aproximou dos objetos aéreos a uma distância segura e os identificou como um RC-135 da Força Aérea dos Estados Unidos e uma aeronave de reconhecimento Gulfstream da Força Aérea Sueca”, disse em um comunicado.

Também observou que o piloto de caça russo informou sobre a identificação de aeronaves de reconhecimento estrangeiras e os acompanhou, evitando violações das fronteiras do espaço aéreo russo em conformidade com todas as medidas de segurança necessárias.

“O voo do caça russo Su-27 foi realizado estritamente de acordo com as regras internacionais para o uso do espaço aéreo”, destacou o Ministério da Defesa da Rússia.

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. Aparentemente foi uma interceptação segura e bem executada, méritos tem que ser dados quando são devidos

    Estão vendo Russos? não é difícil

  2. Claro se não a tchuctchua fica no mimimi com a retorica de aproximação perigiosa do tigrão.

    • Lembra do acidente com caças da marinha? voaram próximos e se chocaram o risco de colisão aerea em voos de formação esta sempre presente e é relativamente comum

      Agora aumente esse risco por causa de uma interceptação insegura em que dois pilotos que nunca voaram juntos estão com os aviões a menos de uma dezena de metros simplesmente porque um piloto esta com a mão nervosa no manche.

    • Esse tigrão está mais para Lassie. Só faz suas gracinhas pra cima de aeronaves desarmadas e pouco manobráveis. Coisa de cabra machôchô….

      • Olha, se eu fosse um caçador ocidental e estivesse no cockpit de um Eurofighter, de um Rafale, de um Gripen, de um F-15, de um F-16 eu teria muito respeito ao me deparar com o Su-27 e com certeza uma pontinha de medo. Da mesma forma que esse caçador Russo no cockpit do Su-27 deve ter muito respeito e uma ponta de medo ao deparar-se com caças ocidentais.
        A realidade não é um mundo de fantasia ou o DCS World, se a coisa esquentar pode dar literalmente m**da ali.

  3. Os pró-Russos e os pró-Americanos ficam sempre na mesma história de Super Trunfo. "Os Tu-95, Tu-22 e Tu-160 da Rússia são velharias da Guerra Fria." e daí eu pergunto, B-1, B-2 e B-52 são oque?
    "O F-16 tem 1 milhão de vitórias e o F-15 também." e daí eu pergunto, qual era a realidade do TO no momento? Quem tinha a vantagem numérica e de COMAO? A OTAN com todos os seus aviões AWACS, REVO, Eletronic Warfare, ataques prévios com mísseis balísticos? Ou os Iraquianos ou os Sérvios com seus Fulcrums em grande parte sem manutenção, sem peças e radares inoperantes, além do já citado fato de terem sido saturados por tomahawks e estarem cercados por uma coalização de mais de 10 páises? ( Guerra do Golfo: http://sistemasdearmas.com.br/ca/bvr09golfo.html , Iugoslávia: http://sistemasdearmas.com.br/ca/bvr10allied.html ) , e em que guerra que o Flanker esteve?
    "O S-400 Russo é tão bom que não disparou nos F-16 Israelenses que atacaram posições Sírias próximas a Latakia" , e daí eu pergunto, mas em que momento que o alvo dos F-16 eram os Russos para que o S-400 engajasse os caças Israelenses? E todos sabem que Israel tinha uma linha quente direta com a Rússia para coordenar as ações
    "Ah, mas usaram o avião de reconhecimento Russo como escudo quando os Sírios os engajaram" , parabéns as habilidades dos pilotos Israelenses, e que lástima o treinamento e o discernimento das equipagens da defesa anti-aérea Síria..

    Isso, entre diversas outras coisas. Ninguém analisa a realidade, a política e a dissuasão, só querem saber de Super Trunfo.

Comments are closed.