As aeronaves e os pilotos da Red Bull Air Race já estão em Abu Dhabi para abertura do Campeonato Mundial 2019. (Foto: RBAR)

Em 2019, a batalha pelo Campeonato Mundial da Red Bull Air Race voltará a voar em oito locais deslumbrantes, começando com um local tradicional e atingindo o seu clímax em um país que é o anfitrião pela primeira vez para o esporte. As aeronaves começam a voar nos dias 8 e 9 de fevereiro de 2019.

A etapa inaugural do campeonato começa em Abu Dhabi na sexta-feira, dia 8, com a disputa dos treinos livres e qualificações, ficando reservada para sábado as disputas decisivas da prova.

Quatorze dos melhores pilotos de corrida aérea do planeta, incluindo o novo Campeão Mundial Martin Sonka, vão se enfrentar no campeonato com a tradicional abertura da temporada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, nos dias 8 e 9 de fevereiro, antes de se mudarem para a Europa.

À medida que as estações mudam, as corridas vão para Kazan, na Rússia, pelo terceiro ano consecutivo, seguidas pelo clássico de meados de verão de Budapeste, na Hungria, onde os Air Gates de 25 metros de altura se erguem sobre o Danúbio. Depois, um retorno em setembro aos fãs apaixonados do Japão em Chiba, antes que os pilotos permaneçam na Ásia para o sexto confronto da temporada que ainda deve ser revelado.

As rivalidades vão se intensificar na reta final, já que o Indianapolis Motor Speedway recebe a penúltima corrida do calendário. Mais uma vez, os pilotos irão competir para adicionar seus nomes ao renomado legado da pista de corrida, bem como conquistar alguns dos últimos pontos do Campeonato Mundial disponíveis.

Na última etapa, a emoção chegará ao auge da temporada como nenhuma outra: o Campeão Mundial de 2019 será coroado na primeira Red Bull Air Race a ser realizada na Arábia Saudita.

Calendário:

8 e 9 fevereiro: Emiratos Árabes Unidos, Abu Dhabi
Localização e data a confirmar: Europa
15 e 16 junho: Rússia, Kazan
13 e 14 julho: Hungria, Budapeste
7 e 8 setembro: Japão, Chiba
Localização e data a confirmar: Ásia
19 e 20 outubro: Estados Unidos da América, Indianápolis
8 e 9 novembro: Arábia Saudita

Pilotos (Master Class)

Cristian Bolton (Chile)
Mikael Brageot (França)
Kirby Chambliss (Estados Unidos da América)
Matthias Dolderer (Alemanha)
Michael Goulian (Estados Unidos da América)
Matt Hall (Austrália)
Nicolas Ivanoff (França)
Petr Kopfstein (República Checa)
François Le Vot (França)
Pete McLeod (Canadá)
Yoshihide Muroya (Japão)
Ben Murphy (Reino Unido)
Martin Sonka (República Checa)
Juan Velarde (Espanha)

Pilotos (Challenger Class)

Mélanie Astles (França)
Florian Berger (Alemanha)
Kenny Chiang (China)
Kevin Coleman (Estados Unidos da América)
Dario Costa (Itália)
Luke Czepiela (Polónia)
Patrick Davidson (África do Sul)
Daniel Ryfa (Suécia)
Baptiste Vignes (França)
Sammy Mason (Estados Unidos da América)
Patrick Strasser (Áustria)
Vito Wyprächtiger (Suíça)

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Eu ia comentar que não tem nenhum piloto brasileiro, dai li agora em outra matéria do Cavok que está faltando pilotos na aviação civil! Ai fica difícil!! heheheh

Comments are closed.