Um dos dois primeiros F/A-18 Hornets que eram da Real Força Aérea Australiana (RAAF) chegaram ontem na Base da RCAF em Cold Lake, Alberta. (Foto: RCAF)

A Real Força Aérea Canadense (RCAF) recebeu ontem seus dois primeiros caças F/A-18 Hornets usados (ex-Real Força Aérea Australiana – RAAF). As duas aeronaves pousaram em solo canadense na Base Aérea de Cold Lake, Alberta.

O Canadá adquiriu 18 caças ??F/A-18 Hornets e peças sobressalentes da Austrália para resolver a falta de jatos de combate entre 2019 e 2032, quando então deve colocar 88 novos caças em operação.

“Essas aeronaves são do mesmo tipo que a frota atual dos CF-18 do Canadá e podem ser integradas rapidamente à nossa frota”, disse o Departamento de Defesa Nacional no domingo em um comunicado à imprensa.

“As modificações e o trabalho técnico começarão imediatamente para que possam ser trazidos para uma configuração semelhante à aeronave CF-18 do Canadá”, acrescenta o departamento. “O trabalho continuará sendo feito por empresas canadenses”.

De acordo com a RCAF, “as entregas continuarão em intervalos regulares pelos próximos três anos”.

O ministro da Defesa, Harjit Sajjan, disse que a compra é “fundamental para garantir que a Real Força Aérea Canadense possa continuar cumprindo suas missões e garantir a segurança dos canadenses e do Canadá”.

As aeronaves F/A-18 recebidas da RAAF passarão por modificações para ficarem no mesmo padrão usado pelo Canadá.

“Estamos familiarizados com essas aeronaves e estamos confiantes de que elas podem fornecer o suporte adicional que nossa frota atual exige”, acrescentou ele. “Eles foram trazidos ontem pela Real Força Aérea Australiana e estou ansioso para vê-los voar novamente em breve em nossas cores canadenses.”

Estima-se que os jatos usados ??custem US$ 471 milhões para compra e modificação. O governo deve gastar cerca de US$ 3 bilhões a mais para modernizar toda a frota, que terá 50 anos até 2032.

A solicitação formal de propostas para a futura frota de caças canadense deve ser lançada na primavera de 2019, com um contrato devendo ocorrer em 2021-22 e as entregas devendo iniciar em 2025.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Os caras vão manter Hornet voando até 2032 por causa do justin bieber… isso é bem ridiculo, poderiam atualizar pelo menos para o Super Hornet

  2. governo de lá gosta de usados também. Tudo por que o Trump impôs sobretaxa aos aviões da Bombardier antes do governo vender por U$1 para Airbus. Canelou io]]o F-35 e vai decidir por outros. Menos os russos é claro.

Comments are closed.