aeromobil 1
Protótipo do AeroMobil 3.0 (experimental)

Há cerca de um século, a humanidade sonha com carros voadores. Inúmeros projetos surgiram nesse meio tempo, e apesar de arrecadarem pesados investimentos, nenhum conseguiu se tornar realidade. Um dos motivos é que pilotar um veículo desses é bem perigoso.

Acidente-da-Aeromobil-1
Apesar do piloto não ter sofrido ferimentos graves, o carro voador sofreu danos bastante graves (Foto: Nitra)

No dia 9 de maio, um carro voador caiu durante um voo de testes na Eslováquia. O Aeromobil era pilotado por Stefan Klein, cofundador da empresa que o criou. Klein conseguiu ativar o paraquedas do veículo, que aparentemente ajudou a aliviar a severidade do impacto.

Acidente-da-Aeromobil-2
Apesar do piloto não ter sofrido ferimentos graves, o carro voador sofreu danos bastante graves (Foto: Nitra)

Testemunhas perto do aeroporto Nitra Janíkovce dizem ter visto o carro voador cair girando antes de o paraquedas ser aberto. Klein foi levado para o hospital e liberado sem ferimentos graves. No entanto, o carro voador não teve tanta sorte: a julgar pelas fotos tiradas no local, o veículo sofreu danos bastante graves.

aeromobil Acidente (6)
Apesar do piloto não ter sofrido ferimentos graves, o carro voador sofreu danos bastante graves (Foto: Nitra)
aeromobil Acidente (2)
Apesar do piloto não ter sofrido ferimentos graves, o carro voador sofreu danos bastante graves (Foto: Nitra)
aeromobil Acidente (3)
Apesar do piloto não ter sofrido ferimentos graves, o carro voador sofreu danos bastante graves (Foto: Nitra)

A empresa diz em comunicado que acidentes fazem parte no processo de tornar realidade um veículo experimental. É verdade: o engenheiro Henry Smolinski faleceu em 1973 quando testava um protótipo de carro voador; em 2009, o mesmo destino abateu Michael Robert Dacre, que planejava criar uma frota de táxis voadores.

“Os dados detalhados e experiência global deste voo de teste serão cuidadosamente analisados, e os resultados serão utilizados na P&D e em melhorias no protótipo”, diz a empresa. Eles prometem que o protótipo 3.0 atual continuará a ser testado “após a substituição das peças danificadas”.

Aeromobil
A Aeromobil promete lançar seu carro voador em 2017

A Aeromobil promete lançar seu carro voador em 2017. Ele teria um alcance de 1.500 km, ou três horas de voo, e conseguiria decolar e pousar em qualquer terreno longo com grama. Ele ainda teria quatro assentos, um piloto automático e um sistema de paraquedas para minimizar o efeito de acidentes.

Em março, ele até passou por um teste bem-sucedido:

“Daqui a dois anos”
A Aeromobil segue a tradição de outras empresas, como Terrafugia e Moller International, de prometer um carro voador funcional para “daqui a dois anos”. No caso delas, os anos se passam, mas o prazo não muda. Tome por exemplo o Terrafugia Transition: eis alguns prazos divulgados pela mídia a cada ano.

2008: “Em 2010, depois de três anos de desenvolvimento… o Transition estará disponível para consumidores por US$ 194.000.” (Fortune)

2009: “O Terrafugia Transition voou pela primeira vez em 5 de março. Daqui a dois anos… você poderá ter um em sua garagem.” (Associated Press)

2010: “A Terrafugia, com sede em Woburn, Mass., diz que planeja entregar seu carro-avião, o Transition, a consumidores até o final de 2011.” (Associated Press)

2012: “… seu protótipo de carro voador completou seu primeiro voo, deixando a empresa mais próxima de vender o carro voador no ano que vem.” (Associated Press)

2013: “A empresa diz que já recebeu 100 depósitos para o carro voador de US$ 279.000, e a produção está prevista para começar em 2015.” (Fox News)

2014: “A empresa criada no MIT vem trabalhando em dois tipos de carros: o Transition, que está previsto para ser lançado em meados de 2016…” (Boston Business Journal)

Terrafugia-Transition
Terrafugia Transition

Vale notar que, desde 2011, a Terrafugia tem autorização da FAA (órgão americano que regula a aviação) e da NHTSA (órgão americano de segurança no trânsito) para seu veículo, e ainda assim não conseguiu lançá-lo.

A situação é pior quando se trata de Paul Moller, que prepara o Skycar há quase quatro décadas. Em 2003, sua empresa foi processada por emitir ações fraudulentas. Em 2013, ele tentou arrecadar US$ 958.000 através do Indiegogo para realizar seu projeto, mas não conseguiu nem US$ 30.000.

Carros Voadores… Realmente são viáveis?


FONTE/IMAGENS: Gizmodo Brasil, Aeromobil, Nitra

EDIÇÃO: Cavok

NOTA DO EDITOR:

Anúncios

16 COMENTÁRIOS

  1. Isso é uma insanidade! Se tem asas, precisa de asas para gerar sustentação, então avião é! Não passa de um avião com fuselagem em forma de carro! Carro voador só no dia em que sair flutuando ou voando como um DeLorean!

  2. Nunca serão! Jamais serão!!
    Já imaginou vc saindo da sua cidade, voando de férias pra uma outra cidade meio longe, ai vc chega lá e pensa: Ah, vou dar uma passada no mercado comprar um Chips! Ai, no próximo cruzamento, uma CG125 com o escape furado e um piá de B*** atravessa e dá no meio do teu carro-avião!!

    Resultado: Vc está com um pepino dos grande! Não tem peça em lugar nenhum e vai ter que voltar de guincho pra casa.
    E é ´por essas e outras que vc não vai ver carros voadores comerciais nunca!

  3. Putzz!!! Fiquei imaginando um desses aterrizando na hora do rush na Marginal em São Paulo.

    Quantas cabeças de motoqueiros iria cortar?

    Vixee… kkkk

  4. Pra funcionar deveria ter decolagem vertical mas sem o calor de um escape de um jato no asfalto ou o grande diametro das helices de um helicoptero.

    Pega um utra-leve , amarra ele numa moto , dobra as asas , vc consegue carregar ele em terra pra onde quiser , chega numa pixta , abre as asas , joga a mobilete dentro e é so decolar , igual esse teco-teco mutirole ae.

  5. Isso ai e um avião ,um carro "voador" seria mais parecido com o Trovão Negro.

    • propaganda genial, alem de mostrar o veiculo ainda mostra o poderio militar frances

Comments are closed.