Caça Dassault Rafale nas cores da Força Aérea do Emirado do Catar. (Foto: Dassault Aviation)

O Catar transformou uma opção de compra em pedido firme de 12 caças Rafale adicionais para sua força aérea. A confirmação da venda foi divulgada na terça-feira (27/03) pela fabricante Dassault.

A opção foi colocada no dia 7 de dezembro de 2017 em Doha, na presença do Presidente da República Francesa, Emmanuel Macron, e sua Alteza Xeique Tamim bin Hamad Al Thani.

Isso segue o contrato assinado em 4 de maio de 2015 entre o Estado do Catar e a Dassault Aviation para a aquisição de 24 aeronaves Rafale, e que significa que o Catar pagou um adiantamento a fabricante da aeronave.

Uma vez que estes dois lotes tenham sido entregues, a Força Aérea do Qatar Emiri irá operar um total de 36 caças Rafale.

A Dassault Aviation e seus parceiros informaram que estão agradecidos pelas autoridades do Catar terem dado a fabricante essa oportunidade renovada para coroar 40 anos de excelente cooperação entre a indústria de aviação francesa e a Força Aérea do Emirado do Catar.

No total, a Dassault Aviation vendeu 96 caças Rafale para exportação. Além dos 36 no Catar, o fabricante de aeronaves obteve outras duas encomendas, uma de 36 na Índia e outra de 24 no Egito.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Que bom! Que gere (mantenha) empregos, até porque o avião é excelente — agora, os françolas vão meter a faca e rodá-la, como sempre (deve ser como comprar uma frota de Rolls Royces: você paga muito pela grife, sabendo que existem produtos semelhantes, em alguns pontos até melhores, por preços algo menores)…

  2. Concordo , talvez uns F16 seriam uma boa pedida , mas como dinheiro la não falta , uma frota de Rafales é de impor muito respeito.

Comments are closed.