gripen-ngbr-0O CAVOK participou, na data de ontem (22), da inauguração do GDDN (Gripen Design Development Network – Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen). O evento, além de ser um marco no programa Gripen NGBR, reuniu a nata da mídia especializada em aviação e defesa.

20161122_141930A convite da Saab voamos para a fábrica da Embraer em Gavião Peixoto, interior de São Paulo. Lá podemos acompanhar in loco, e porque não dizer, presenciar um marco na história da tecnologia deste país. Diversas autoridades, dentre elas o Ministro da Defesa do Brasil, o Comandante da FAB, o embaixador da Suécia, os Presidentes da Saab e da Embraer e o ex comandante da FAB, Juniti Saito, estiveram presente a solenidade.

O GDDN tem por objetivo ser a base da ToT (Transferência de Tecnologia), visando a produção do Gripen BR, sendo Gavião Peixoto o maior centro, apoiado por São Bernardo e Porto Alegre. A ToT, segundo as autoridades presentes, contempla um pacote completo de 60 projetos.

Gavião Peixoto será responsável pelo Centro de Desenvolvimento, Ensaios em Voo, Aeroestruturas e Produção do Gripen E/F BR. Uma boa notícia ao programa, além, obviamente do GDDN, foi a informação dada pelo Ministro da Defesa, Raul Jungmann, que o Gripen BR tem assegurado no orçamento de 2017 R$ 1,5 bilhão.

Gripen mock upO Evento

A cerimônia iniciou às 16 horas, mas para este Editor, começou bem mais cedo, com algumas horas de voo. Saí de Porto Alegre com destino a Campinas, SP, mas com uma escala em Navegantes, SC. Lá no aeroporto de Viracopos os editores de diversas mídias – especializada – puderam se reencontrar e bater um papo, o que demonstra a qualidade do evento, ‘só fera’! Já a mídia não especializada também estava presente, mais para pauta do que para realmente saber o que significava o evento.

Ironicamente, partimos para a fábrica da Embraer num voo charter a bordo de um Airbus ATR da Azul…

Ao pousarmos em GPX, para a surpresa deste Editor, dois KC-390 e vários aviões da Embraer se faziam presentes. Passamos na frente dos KCs e pude perceber que o ‘bicho’ é belo e tem pinta de vencedor. Enquanto fazíamos o translado do ATR para as vans, um KC-390 decolou. Infelizmente não consegui registrar. Chamou atenção o quão silenciosos são os motores do ‘jatão’.

KC-390
(Imagem: Giordani)

E finalmente conheci o mock-up do Gripen E, exposto bem na frente da entrada do prédio aonde ocorreria a cerimônia.

Como relatei acima, diversas personalidades, tanto políticas quanto militares, estavam presentes.

A cerimônia foi aberta com o hino nacional e depois os presidentes da Saab, da Embraer, da AEL e o Ministro da Defesa discursaram e por fim ‘montaram’ uma placa alusiva ao evento, composta pelas partes da Força Aérea, Saab e Embraer, aonde as personalidades iam adicionando a sua parte correspondente. Como fato curioso, enquanto o Ministro Raul discursava, a parte referente a Saab caiu. Espero que não seja um prelúdio…

O Ministro Jungmann em uma parte do seu discurso disse que o Brasil tem que estar preparado, que nenhuma Paz é duradoura. Pela primeira vez vi um representante de tão alto nível do Governo dizer a mais pura verdade. Pena que entre o discurso e a realidade, vão-se Parsecs de distância!

Depois, fomos para uma curta coletiva de imprensa que, apesar do tempo, foi muito interessante. Questionada sobre o primeiro voo do Gripen E, a Saab revelou que este só ocorrerá no segundo semestre de 2017(embora a mídia sueca tenha dito segundo trimestre), ou seja, atrasou de novo. A explicação foi de que a empresa quer entregar um produto ‘polido’, refinado, especialmente no que tange ao software. Como o amigo leitor do CAVOK vai lembrar, o Gripen C/D sofre de uma pequena restrição de voo, admitida pela Flygvapnet, justamente por causa do software…

O presidente da Saab, Hakan Buskhe, reforçou a questão da ToT, as possíveis exportações por parte do Brasil e lembrou que o cronograma do Gripen BR segue conforme o combinado e que a parceria Brasil-Suécia, representada pela Embraer-Saab, irá além do Gripen. Interessante e ao mesmo tempo de se ficar pensativo, foi ele dizer que a Saab absorve as qualidades do parceiro…

Questionados sobre o Gripen F, de que como a FAB irá usá-lo, os representantes não quiseram entrar em detalhes, deixando no ar a sensação de que sabem a verdadeira finalidade do biplace, mas que não podem revelar.

20161122_182532Findo o evento, embarcamos num ruidoso ATR de volta para VCP, não pelo barulho das hélices, mas pelo alegre bate papo a bordo. Já em solo todos se despediram, trocaram cartões e apertos de mão, num até logo, que quer dizer até o próximo evento.

Ceiling and Visibility are OK!


O Editor viajou a convite da Saab. Agradecimentos em especial a Aline e a Erica, que tiveram de se desdobrar para cuidar e mimar a turma. Trabalho de primeira!


IMAGENS: Giordani

9 COMENTÁRIOS

  1. Absolver as qualidades do parceiro?! Acho que não estavam falando de como pagar propinas rsrs…

    Voltando ao que interessa… Ficou bom a matéria! Parabéns pela notoriedade.

  2. Parabéns Gio,
    60 pacotes de ToT, é segredo de estado?

    ps* hoje vi um E2 em voo teste, moro próximo de Gavião.

  3. num da uma vontade de fazer as perguntas mais indigestas possíveis não?

    • Rapaz…se fosse eu! Não deixava passar a oportunidade de se fazer umas perguntas capciosas!

  4. Belo texto, Sr. Evandro, merece reconhecimento pelo ótimo trabalho.

    Quanto as informações prestadas: O primeiro voo foi postergado, mas o cronograma não muda, é isso mesmo que eu entendi?

  5. Texto muito bom, mas não é muito alarde por parte da Embraer para a simples inauguração de um prédio não?

Comments are closed.