20160827_110332O CAVOK visitou o Douglas DC-3 PP-ANU no seu ultimo dia de exposição aberta ao público.

Nós já havíamos publicado um material sobre o VARIG Experience, mas desta vez fomos recebidos pela historiadora e professora da PUCRS Cláudia Musa Fay. Cláudia é Doutora em História da Aviação e auxiliou no levantamento da história do DC-3 e também desta aeronave especificamente. Também fomos recebidos pelo diretor da Aerosul (escola de formação de comissários) e ex-comissário da Varig Marcos Ussanovich, que trabalhou voluntariamente na pesquisa e confecção dos uniformes de época das comissárias, bem como realizou o treinamento dos comissários-recepcionistas.

Para quem não é de Porto Alegre, a titulo de localização, o avião está exposto numa área comercial, o Boulevard Laçador, numa área bem próxima a cabeceira da pista do aeroporto Salgado Filho. Vale ressaltar que o Boulevard Laçador é o patrocinador do Varig Experience. No entanto, o acervo do Museu Varig pertence ao Instituto Museu Varig, daí essa grande ideia de trazer a público esse ícone da aviação mundial e a imagem da companhia aérea mais emblemática do Brasil. Realmente foi uma jogada de marketing de mestre! O amigo leitor não faz ideia do volume de pessoas que por ali passaram.

20160827_111520
A historiadora Cláudia Musa Fay posa com um tripulante com o uniforme da época.
20160827_115415
O Editor com o diretor da Aerosul e ex-comissário da Varig Marcos Ussanovich.

Para quem conhece o mundo da aviação e um pouco sobre o Douglas DC-3, de cara diz que o DC-3 ANU (Alfa-November-Uniform) não é um DC-3, mas sim um C-47. Mas não se engane, como fez este editor. “O ANU foi reconstruído”, explica a professora Claudia. “Após ser albaroado por um Curtiss, foi nele instalado uma porta de carga que pertenceu ao DC-3 ANI, que havia se incendiado”, relata Ussanovich. Na verdade este DC-3 é um Frankenstein, – no melhor sentido – um dado que poucas pessoas conhecem. E por falar em dados desconhecidos, o ANU não é um excedente de guerra, pois ele foi fabricado em 1936. Segundo dados que ainda estão sob pesquisa, o ANU pode ser o primeiro DC-3 fabricado no Mundo! E está em Porto Alegre!

E por falar em dado curioso, Ussanovich revelou que ontem – 27/08 – marcou os 70 anos do primeiro voo interestadual da VARIG, tendo sido realizada a rota Florianópolis-Curitiba-São Paulo-Rio de Janeiro. E o CAVOK cantou parabéns junto com um animado grupo de ex-funcionários da saudosa empresa.

20160827_11041820160827_111216Ussanovich contou que foi feita uma extensa pesquisa quando se decidiu pela reforma da aeronave. O padrão escolhido foi de quando o avião parou de voar, no caso, em 1969. O interior foi reformado com a maior fidelidade possível ao período. E por falar nisso, os uniformes e cortes de cabelo dos voluntários que toparam assessorar o público também foi fruto da pesquisa. Um trabalho de gente séria!

A ideia, ou melhor, a grandiosa ideia de expor o Douglas DC-3 foi uma maneira do Shopping Boulevard de dar a sociedade um pedacinho da rica história da companhia aérea. O avião continuará em exposição estática por tempo ad eternum, porém a visitação do publico será num novo formato a ser informado. Portanto, você portoalegrense, ou das redondezas, dê um pulo ali no Boulevard. Ótimos restaurantes, fácil acesso e estacionamento, um lugar bem bacana, decolagens constantes de aeronaves e de quebra você pode ver um pedacinho da história aviação mundial!


– Giordani –


IMAGENS: Não creditadas por Mel Giordani.


NOTA DO EDITOR: O CAVOK agradece imensamente a professora Cláudia Musa Fay, ao diretor da Aerosul Marcos Ussanovich, a Kaká Del Soto gerente de Marketing do Boulevard e ao Adriano da Praticom por nos proporcionar esse encontro.

NOTA DO EDITOR²: Este que vos escreve já teve a oportunidade de voar num DC-3! Mas isto já é outra história!

Anúncios

11 COMENTÁRIOS

  1. O engraçado é que ainda não enxergaram o potencial econômico desse tipo de evento.

    Os raros lotam e muito.

    O museu da TAM, por exemplo, no campo de marte entraria para a programação turística da cidade.

    • Imagine um shopping com um Mirage IIIEBR, um M2000, um F-5B ou até mesmo um Xavantão espetado na frente ou numa aérea interna. A quantidade de gente que iria até o local só para ver e acabaria consumindo no local. Eu pude presenciar 'in loco' o monte de gente que foi ver o DC-3 e acabou por utilizar os serviços do Shopping Boulevard. Eu fui um, almocei no local. Jogada de mestre de marketing o uso do DC-3 por parte da administração do shopping!

      • Foda mesmo é que, por exemplo….os M2000 estão apodrecendo, e a FAB nem pra doar/vender , nem que seja apenas a carcaça.

        Ps: O Editor me lembrou muito o 'Pai de família'! Caso não se lembre da figura, pesquise no google -Que delícia, cara!-Deve aparecer no youtube.

        • entra no google earth, e olha a base de anapolis, da pra ver 9 M2000 lá

      • Em Curitiba tem um shopping que foi feito em uma antiga estação de trem.

        Aproveitaram uma plataforma para fazer um pequeno museu. Uma locomotiva e alguns vagões.

        Sobrava espaço para um pequeno parque temático com restaurante e venda de quinquilharias.

        Infelizmente, nossos empresários preferem viver das boquinhas do governo.

  2. Giordani: eu também já voei num DC-3. Aquele que foi comprado por pilotos do Aeroclube do RGS e que aparece numa das cenas finais do filme Diários de Motocicleta. É uma experiência bem diferente de voar jatos Boeing, Airbus ou Embraer. Mas gostei bastante. O pouso foi muito suave.

  3. O Musal tem um c-47 restaurado e aberto para visitação interna.

    Dá para se sentir na II guerra.

  4. Tive o prazer de ver um desses de perto.
    Tem um exemplar aqui em São Paulo, no Museu Catavento.
    A quantidade de rebites é impressionante.

  5. Belo Projeto !!!
    Espero que esse sucesso encorajem novas iniciativas por parte da equipe que se encontra afrente desta instituição.
    Sugiro ter como meta, a transferência para Porto Alegrre do Lockheed L-188 Eletra II que esta apodrecendo no Musal do Rio de Janeiro, junto com do nosso saudoso De Havilland Dragon Rapide que se encontra esquecido no mesmo local. Sem falar nos exemplares existentes no museu Eduardo André Matarazzo em Bebedouros no interior de São Paulo.

    • Bacana a tua ideia! E tem espaço para mais uns dois modelos. E volto a sugerir, quem for de Porto Alegre e arredores, dê-se o direito de visitar o Boulevard e conhecer esse pedacinho da história da aviação mundial. Você pode estar diante do PRIMEIRO DC-3 do Mundo!

Comments are closed.