Boeing 777F nas cores da China Airlines.

A China Airlines finalizou um contrato com a Boeing para encomenda de seis novos cargueiros 777 visando substituir seus atuais 747F.

A transportadora, que atualmente opera uma das maiores frotas de 747 cargueiros do mundo, planeja fazer a transição para os cargueiros bimotores de maior e maior alcance do setor, ao lançar operações de Taipei para a América do Norte, um mercado importante que proporciona maiores rendimentos para o transportadora.

Avaliado em US$ 2,1 bilhões pelos preços de tabela, o acordo da China Airlines havia sido anunciado anteriormente com a intenção de encomendar até seis 777 cargueiros no Paris Air Show em junho. Três dos seis pedidos de 777 cargueiros foram confirmados em julho e postados no site de Pedidos e Entregas da Boeing como cliente não identificado. Os três restantes serão publicados durante a próxima atualização.

O versátil 777 Cargueiro pode voar em missões de longo alcance no Pacífico, além das 6.000 milhas náuticas, com 20% a mais de carga útil do que outros grandes cargueiros, como o 747-400F. O avião, capaz de transportar uma carga útil máxima de 102 toneladas, permitirá à China Airlines fazer menos paradas e reduzir as taxas de aterrissagem associadas nessas rotas de longo curso. Como resultado, fornecerá à China Airlines e outras operadoras o menor custo de viagem de qualquer grande cargueiro e proporcionará economia superior em toneladas por milha. Além disso, o 777F possui capacidade líder de mercado para um cargueiro bimotor, acomodando 27 paletes padrão, medindo 2,5 m x 3 m no convés principal. Isso permite menores custos de manuseio de carga e menores tempos de entrega de carga.

“A carga aérea é uma parte importante de nossos negócios em geral, e a introdução desses novos 777 Cargueiros desempenhará um papel essencial em nossa estratégia de crescimento a longo prazo”, disse Hsieh Su-Chien, presidente da China Airlines. “À medida que fazemos a transição de nossa frota de cargueiros para os 777F, isso nos permitirá oferecer serviços de classe mundial a nossos clientes com mais eficiência e confiabilidade”.

A China Airlines, que completa 60 anos neste ano, opera atualmente 51 aviões da Boeing, incluindo 10 777-300ERs (Extended Range), 19 737s de última geração, quatro 747-400s e 18 747 cargueiros.

“Como a China Airlines comemora mais de meio século de sucesso, a Boeing tem a honra de continuar desempenhando um papel essencial em seu crescimento e expansão. Com esse pedido, a China Airlines se juntará a um grupo de elite de operadores globais de carga aérea que operam novos 777 Cargueiros”, afirmou Ihssane Mounir, vice-presidente sênior de Vendas e Marketing Comercial da The Boeing Company. “Com a previsão de dobrar o mercado global de frete aéreo nos próximos 20 anos, os recursos e a economia líderes do mercado do 777 Freighter ajudarão a China Airlines a ampliar sua rede e expandir seus futuros negócios de carga”.

A adição dos 777 Cargueiros permitirá que a transportadora simplifique a manutenção e as peças de sua frota 777. A transportadora utiliza várias soluções da Boeing Global Services para dar suporte às operações da frota da Boeing. As plataformas controladas por dados rastreiam as informações do avião em tempo real, fornecendo dados de manutenção e ferramentas de suporte a decisões que permitem aos técnicos resolver rápida e corretamente os problemas. No solo e no ar, toda a frota da China Airlines usa o Jeppesen FliteDeck Pro e acesso a cartas de navegação digital para otimizar o desempenho e aprimorar o conhecimento da situação.

Anúncios