O Cessna Citation Latitude teve 54 unidades entregues em 2017, número 30% maior que o registrado no ano anterior e quase 4 vezes mais que o principal concorrente da categoria.

Textron Aviation Inc, representada com exclusividade no Brasil pela TAM Aviação Executiva, anunciou nesta terça-feira (27) que, pelo segundo ano consecutivo, o Citation Latitude foi o jato executivo mais vendido no mundo.

Ao todo, foram 54 unidades entregues em 2017 – quase 4 vezes mais que o principal concorrente. O aumento das vendas, 30% acima do número registrado no ano anterior, o consolida de vez como um dos jatos executivos mais vendidos mundialmente desde sua entrada em serviço, em 2015.

A aeronave já está certificada em 43 países, incluindo o Brasil, e a frota global de 112 aeronaves superou as 65 mil horas de voo. De acordo com presidente e CEO da Cessna, Scott Ernest, o sucesso da aeronave é o resultado claro de que a estratégia de desenvolvimento de produtos está atraindo clientes e revigorando o mercado. “Em menos de dois anos e meio, o Latitude caminha para se tornar um dos aviões mais bem-sucedidos e procurados no mercado”.

Segundo ele, à medida que o Latitude ganha força com clientes em todo o mundo, ele também abre caminho para o Citation Longitude, outra grande aposta da Cessna que, junto com os modelos Hemisphere e o Latitude, formam uma nova família de jatos Citation, ainda mais avançada.

Desde a sua entrada em serviço em 2015, o Citation Latitude redefiniu as expectativas de um jato executivo de tamanho médio, oferecendo um excelente conforto de cabine e, ao mesmo tempo, os menores custos operacionais da categoria.

Além de ter sido o jato mais vendido em sua categoria, ao longo de 2017, o modelo atingiu múltiplos marcos, incluindo a entrega da 100ª unidade. “O Latitude realmente impressiona, não só pela imponência e design, mas também pela combinação de atributos técnicos que resultam, sem dúvida, no melhor produto da categoria. A aeronave é imbatível nos quesitos conforto, custo operacional e acabamento, além de ter a chancela da Cessna, esta gigante da aviação, o que dá ao operador ainda mais segurança. Isso tudo explica o sucesso da aeronave e o porquê de ser o modelo mais vendido na categoria já há dois anos”, explica Rafael Mugnaini, diretor comercial da TAM AE.

Citation Latitude

O Citation Latitude faz parte de uma nova geração de aeronaves da Cessna que, somado ao Longitude e ao Hemisphere, formam uma nova categoria de jatos Citation, com cabine ampla e alcance ainda maior.

O modelo representa o equilíbrio perfeito entre conforto, tecnologia e eficiência. Seu processo de fabricação contempla uma série de inovações, como o uso de automatização robótica, peças monoliticamente usinadas e estações de montagem ergonômicas.

O resultado de todo esse projeto é uma redução de até 20% em custos operacionais quando comparado aos modelos concorrentes. O jato possui capacidade para dois pilotos e até nove passageiros, suíte de aviônicos Garmin G5000 com interface touch screen (dispensa botões) e cabine com piso completamente plano (1,83 m de altura por 1,96 m de largura), permitindo que uma pessoa fique de pé.

Conta ainda com o sistema Clarity, desenvolvido pela Cessna em parceria com a empresa americana Heads Up Technologies, que reúne sistemas elétricos, dados e comunicações – tudo conectado por fibra ótica e controlado a partir do assento por uma tela touch screen totalmente intuitiva.

Além disso, seus assentos, quando comparado ao principal concorrente, apresenta 11% mais espaço. Outro grande diferencial do modelo é que ele possui o maior bagageiro da categoria. Vale destacar ainda que a aeronave pode operar em pistas de 3.580 pés (1.091 m) com peso máximo de decolagem e atingir altitude máxima de 45 mil pés. Seu alcance máximo é de 2.700 NM (5.000 km, traslado em Cruzeiro Econômico, Reserva de Combustível NBAA IFR (200 NM).

SEM COMENTÁRIOS