Aeronave E-7 Wedgetail.

A Marshall Aerospace and Defense Group, sediada em Cambridge, assinou um contrato com a Boeing para iniciar o trabalho de modificação preparatória do programa E-7 Wedgetail Airborne Early Warning & Control (AEW&C) para a Real Força Aérea Britânica (RAF).

A Boeing escolheu a Marshall para realizar o complexo trabalho de modificação de cinco aeronaves Boeing E-7 para a RAF.

O programa verá a Marshall transformar as aeronaves 737 Next-Generation em aeronaves E-7, incluindo a adição do radar de vigilância de Múltipla Varredura Eletronicamente Controlada (MESA) da Northrop Grumman, além de sistemas de computador de comunicação e missão.

O trabalho – que deve começar no início de 2021 – vai sustentar centenas de empregos altamente qualificados na área de Cambridge.

O E-7 modernizará a frota aerotransportada de gerenciamento de batalha do Reino Unido e fornecerá “consciência situacional” rastreando múltiplos alvos aéreos e marítimos simultaneamente, com uma cobertura de vigilância de 4 milhões de km2 em um único voo de 10 horas.

O CEO da Marshall Aerospace and Defense, Alistair McPhee, disse: “Estamos muito satisfeitos por termos sido selecionados pela Boeing para este papel na entrega do E-7, e estamos muito orgulhosos por estarmos desempenhando um papel importante em um programa estrategicamente importante para o Ministério da Defesa do Reino Unido. É uma grande validação do trabalho que já estamos fazendo para a RAF para impulsionar a disponibilidade da frota C-130, e se baseia em mais de 50 anos de parceria”.

Anúncios