Aeronave Antonov An-2 da Força Aérea Norte Coreana.

A Coreia do Norte supostamente cortou grama em formas similares ao equipamento militar sul-coreano, incluindo jatos F-15K, do lado de fora do Aeroporto Militar de Sondok, e vem praticando ataques com seus antigos biplanos Antonov An-2.

As obsoletas aeronaves de origem soviética foram postas em uso pela República Popular Democrática da Coréia (DPRK) para simular o bombardeio do equipamento de Seul devido à sua nova aplicação militar para evitar as defesas aéreas, diferente de lançar pára-quedistas. O avião monomotor foi originalmente projetado para uso em florestas e agricultura, afirmou um relatório publicado pelo jornal Chosun Ilbo, de Seul, na quinta-feira.

Imagens recortadas no solo de equipamentos sul coreanos, como o F-15K, estão sendo usados para práticas de ataque dos norte coreanos.

“O An-2 é capaz de transportar foguetes ou bombas ar-terra para realizar missões de ataque. Seria muito ameaçador se evitasse a detecção de radar e jogasse bombas em nossas bases aéreas enquanto enviamos algumas dúzias de comandos de pára-quedas para o local”, disse um oficial de inteligência sul-coreano não identificado.

Em 2017, quando surgiram tensões entre Pyongyang e Seul, aviões An-2 do Exército Popular da Coreia do Norte foram pilotados durante uma demonstração de força militar da Coréia do Norte perto da Zona Desmilitarizada (DMZ). O biplano poderia manter a sustentação voando em uma velocidade de 25 mph.

Aeronaves An-2 lançam paraquedistas na fronteira entre as duas Coreias.

O “lento” avião possui uma seção transversal radar baixa. Portanto, os radares doppler de pulso modernos filtram os An-2s, acreditando que eles sejam detritos ou ruído de sinal. A letalidade desses aviões está na dificuldade em identificá-los, e não no problema em atacá-los com armas antiaéreas, disse o relatório.

Anúncios

18 COMENTÁRIOS

  1. Todo fim de semana eu vejo um An-2 desses, amarelo e azul, sobrevoando a minha cabeça.

    Até onde eu sei, pertence e é pilotado pelo irmão de um ex-piloto de Fórmula 1, muito famoso.

    Estou para ver um bicho alado mais lento, barulhento, grande e frágil — para um ambiente militar…

    Mas é bem legal.

  2. Na Segunda Guerra Mundial o poderoso navio Bismark foi danificado no leme por um ataque de aviões biplanos que foram lançados do porta aviões britânico Ark Royal. Os biplanos voaram tão lentamente que as armas anti-aéreas do Bismark tiveram dificuldade de acertar os pequenos biplanos. Devido ao dano no leme o Bismark pode ser alcançado e afundado pelos encouraçados britânicos! Um avião pequeno, voando baixo e lentamente pode ser difícil de localizar e derrubar e realmente causar uma dor de cabeça!