Mais dois caças F-35A foram entregues à Coréia do Sul. (Imagem meramente ilustrativa)

Mais dois caças F-35A chegaram a uma base aérea importante na Coreia do Sul esta semana, disse na terça-feira o Programa de Administração de Aquisição de Defesa (DAPA), elevando o número dos aviões furtivos no país para quatro.

Os caças da quinta geração da Lockheed Martin chegaram à 17ª Ala de Caça em Cheongju, 140 quilômetros ao sul de Seul, na segunda-feira, de acordo com a DAPA.

O evento segue a chegada dos dois primeiros F-35A em março, parte do plano de Seul de implantar 40 caças F-35A até 2021. Até o final deste ano, um total de 10 caças F-35A deve chegar à Coréia do Sul.

A data de implantação operacional total ainda não foi decidida, com alguns levantando suspeitas de que os militares têm sido cautelosos em meio aos esforços de paz em andamento com a Coréia do Norte.


FONTE: Yonhap

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. É.. Não tá fácil para ninguém.
    Até um país rico e que investe pesado em suas Forças Armadas como a Coréia do Sul, com uma vizinhança do padrão de uma China, Coréia do Norte, Rússia.. Não vai ter (ao menos por enquanto) grandes quantidades do F-35 o que comprova o altíssimo custo para mante-lo.

    • A Coréia tem seu próprio programa 5g.

      Uma força aérea adquire aeronaves conforme um cronograma. O F5 e o F4 estão em processo de substituição pelo FA-50 e pelo F35.

      Os F15K são novos.

      Os F16 serão substituídos pelo KF-X.

      Não há altíssimo custo comprovado.

      • A Coréia adquiriu 40 caças F35.

        Há a opção por mais 20. É natural que avaliem a aeronave e sua necessidade antes de confirmar esse segundo lote.

        Mais F35 só se o KF-X atrasar ou for cancelado.

        O KF-X será uma aeronave mais leve que o F35.