O helicóptero sul coreano KUH-1 Surion, fabricado pela KAI, foi a escolha do Ministério de Defesa da Coreia do Sul para transporte de autoridades militares, substituindo os atuais Black Hawks.

O helicóptero KAI Surion, de fabricação coreana, foi escolhido como opção oficial do Ministro da Defesa do país, em vez do UH-60 Black Hawk desenvolvido pela Sikorsky dos Estados Unidos, disse uma autoridade militar sul coreana no domingo. Isso faz parte dos esforços do ministério para definir novas armas e equipamento militar.

Os Black Hawks são os principais helicópteros para os oficiais e comandantes militares coreanos.

O Exército tem 93 helicópteros KUH-1 Surion, fabricados pela Korea Aerospace Industries (KAI). O Surion também é usado pelas agências de bombeiros e policiais.

“Nenhum cronograma específico foi estabelecido, mas o plano de substituir o UH-60 pelo Surion é parte dos esforços das Forças Armadas Sul Coreanas para elevar o perfil global da indústria militar local”, disse a autoridade. “A medida também está alinhada com as tendências globais de defesa sob as quais a maioria dos ministros de defesa de outros países usa helicópteros feitos internamente como seu principal meio de transporte”.

O movimento terá um efeito cascata, já que outros chefes militares devem seguir os passos do ministro da defesa usando o Surion para o transporte.

Mas como o plano ainda está em discussões de nível de trabalho, levará algum tempo para que a iniciativa seja realizada, de acordo com os militares.

O Surion, que começou a ser desenvolvido em 2013, é o primeiro helicóptero doméstico do país. Mas foi envolvido em uma série de escândalos em torno de sua segurança.

A mais recente de uma série de controvérsias ocorreu em julho, quando um helicóptero Surion, operado pelo Corpo de Fuzileiros Navais, caiu de uma altitude de 10 metros em um voo de teste em um campo militar.

Os militares formaram uma equipe de investigação conjunta com o setor público, que está investigando a causa do acidente.

O acidente colocou um freio no plano da KAI de exportar o helicóptero para as Filipinas por meses. Mas a companhia disse no mês passado que retomou as discussões com o país sobre a venda do helicóptero.

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, também expressou grande interesse pelo Surion. Em junho deste ano, ele visitou a sede do Ministério da Defesa da Coreia em Seul e inspecionou visualmente o helicóptero.


Fonte: Korea Times

3 COMENTÁRIOS