Aeronave Cessa C208B Grand Caravan EX do Grupamento de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros de Rondônia.

O monitoramento de desmatamentos e incêndios florestais em Rondônia ganhou um importante reforço no dia 27 de dezembro com a entrega oficial para o Grupamento de Operações Aéreas (GOA) do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia de uma aeronave Cessna C208B Grand Caravan EX.

A aeronave prefixo PR-PML (cn 208B5432) chegou em Porto Velho no dia 12 de dezembro, sendo transladada desde Wichita, nos EUA. O processo de compra do Grand Caravan foi iniciado em 2016, quando ocorreu o lançamento da licitação pública.

Foi doada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), através do Fundo da Amazônia, voltado a apoiar e proteger bioma brasileiro, e a entrega ao comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Demargli da Costa Farias, foi feita pelo governador Daniel Pereira, em solenidade na 2ª Base Aérea de Combate a Incêndios Florestais da Amazônia Legal, localizada em uma área rural de Porto Velho.

“Essa aeronave vai possibilitar que nós da Amazônia Legal possamos fazer atividades de combate a incêndios, além, disso ela irá transportar a tropa quando for necessário, além de permitir aquele serviço que nós já conhecemos levar vítimas quando for necessário”, informa o comandante geral do Corpo de Bombeiros Demargli da Costa farias.

A aeronave adquirida, que está avaliada em R$ 12 milhões mas teve custo zero para o Estado de Rondônia, tem capacidade para duas macas e duas equipes médicas, e conta com uma suíte integrada de aviônica Garmin G1000 NXi, que conta com modernos sistemas para navegação, radar e outras funções.

Os assentos da tripulação são totalmente ajustáveis. Cinco pilotos do grupo de operações aéreas viajaram até os Estados Unidos, onde receberam treinamento para pilotar o avião.

“O Corpo de Bombeiro fez um projeto e esse projeto foi contemplado com essa aeronave que irá servir para o monitoramento das queimadas e também para o transporte de tropa nos combates florestais”, lembra o comandante do GOA/CBPM/RO, Phelipe Maia.

De acordo com o capitão Maia, comandante do GOA, a capacidade de cargas e bagagens é de 500 quilos, nove passageiros, além do piloto e o copiloto. A aeronave atuará dando suporte aos dois aviões menores, um Beech 58 Baron (PT-LMU) e um Cessna 210 (PT-DPH), além de um helicóptero Helibrás HB350B Esquilo (PT-HMW), já existentes e em operação.

Além de ser usado em ações contra o desmatamento no Estado. O avião será integrado em serviços em toda a Amazônia Legal.

SEM COMENTÁRIOS