Mais cinco aviões Il-76 das Forças Aeroespaciais Russas, transportando especialistas e equipamentos militares russos que ajudarão a combater o novo surto de coronavírus na Itália, pousaram a base aérea Pratica di Mare, a cerca de 30 km a sudoeste de Roma.

Os últimos aviões (12º, 13º e 14º) foram enviados nesta terça-feira (24/03). Os dois aviões de transporte militar Ilyushin Il-76 anteriores chegaram à Itália na noite de segunda-feira (23/03).

Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, os novos aviões trouxeram o equipamento necessário para o diagnóstico e a desinfecção de locais.

As primeiras nove aeronaves partiram do aeroporto militar de Chkalovsky, perto de Shchyolkovo, aproximadamente 31 quilômetros a nordeste de Moscou, no final de semana passado.

O ministério russo continuará levando seu pessoal e equipamentos para a Itália para ajudar o país a lidar com a doença mortal.

Em conversa por telefone com o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte, o presidente russo Vladimir Putin confirmou a disponibilidade da Rússia em oferecer assistência urgente à Itália para ajudá-la a lidar com a nova infecção por coronavírus. No mesmo dia, o Ministério da Defesa russo disse que montaria uma força-tarefa aérea de nove aviões Il-76.

Na segunda-feira, o ministério informou que oito brigadas móveis de médicos e cerca de 100 virologistas e epidemiologistas militares, equipamentos para desinfetar veículos e territórios de transporte, além de equipamentos médicos foram entregues na Itália.

As aeronaves Il-76MD pertencem ao 224º Destacamento Aéreo da Aviação de Transporte Militar e têm uma capacidade de carga útil relatada de 48.000 kg (105.822 lb), ou 50 toneladas de carga que aparentemente inclui veículos de suporte médico, além de suprimentos e pessoal médico.

Anúncios

1 COMENTÁRIO