A Delta Airlines anunciou que chegou a um acordo com a Boeing para cancelar uma encomenda de 18 unidades do Boeing 787 Dreamliner que a Delta encomendou em 2008 como parte da sua fusão com a Northwest Airlines.

O cancelamento já era esperado desde que a companhia escolheu o Airbus A350-900 para sua frota widebody de nova geração em vez do 787-9 em novembro de 2014.

A Delta é uma das maiores operadoras mundiais de aeronaves da Boeing e nossa valiosa parceria com a Boeing permanecerá forte, pois nós seguramente e confortavelmente atenderemos nossos clientes em todo o mundo todos os dias”, disse Greg May, vice-presidente sênior da Delta. “Esta decisão de negócios é consistente com a estratégia de frota da Delta para atender com prudência às nossas necessidades de aviões de grande porte“.

A companhia receberá seus primeiros Airbus A350-900 no segundo semestre de 2017. A aeronave vai substituir a envelhecida frota de Boeing 747-400s, e inicialmente vão operar em rotas para a Ásia.

Embora os termos específicos do acordo não sejam divulgados, a Delta continuará a receber novas unidades do 737-900ER até 2019, de um total de 120 unidades encomendadas do jato de fuselagem estreita.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS