De acordo com o ministro, é muito improvável que o F-35 tenha sofrido problemas técnicos. (Imagem ilustrativa)

Desorientação espacial do piloto foi provavelmente a causa da queda de um caça F-35A Lightning II da Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF) no Oceano Pacífico em 9 de abril, disse o Ministro da Defesa japonês Takeshi Iwaya em 10 de junho.

O ministro considerou “muito improvável” que a aeronave tivesse sofrido um problema técnico, argumentando em vez disso que uma análise abrangente indica que o piloto provavelmente sofreu vertigem, perdendo seu senso de equilíbrio.

Em um comunicado separado a JASDF informou que o piloto de 41 anos, Major Akinori Hosomi, cujas partes do corpo foram encontradas recentemente no mar, pode ter sofrido desorientação espacial quando sua aeronave entrou em espiral no sentido anti-horário a mais de 1.100 km/h.


FONTE: IHS Jane’s

Anúncios

10 COMENTÁRIOS

  1. Talvez a verdade já esteja guardada a sete chaves e obviamente nunca saberemos.
    Acredito que a essa altura do campeonato não iriam assumir mais um problema do F-35.
    "Desorientação espacial" é sempre uma boa desculpa, não fica tão feio. Mesmo se tratando de um piloto de F-35..
    Mas enfim, é só especulação..

    • Fica mais fácil saber.

      Se "graundearem" os F-35A do mesmo lote, foi falha do aparelho. Se não, grandes chances de ter sido desorientação mesmo, vai saber se o lance do visor sobrepor imagens da solo (que no momento era mar) não ajudou nisso …

      • Noticia da época falou que o piloto reportou problemas antes do caça sumiu do radar

          • Eles não tem como ter certeza se foi ou não problema no aparelho, o caça ele está no fundo do mar e sua localização é incerta.
            A investigação de qualquer queda começa pela análise de dados de voo e pela análise dos destroços, eles não tem todos os dados de voo e nem os destroços. Sendo assim tudo é teoria.

      • Na época que os caças foram groundeados eu comentei em outro blog que essa decisão tinha um caráter muito mais político do que técnico, a não ser que os japoneses já soubessem o motivo da queda da aeronave.
        Se eles já sabem o motivo da queda eles não compartilharam isso com a mídia eu entendo absolutamente o pq disso. Há muito em jogo.
        Porém se eles não sabem o motivo da queda possivelmente ficarão sem saber pois toda a investigação da queda da aeronave ficou comprometida quando o Japão encerrou as buscas pela aeronave. Não sei se alguma empresa foi contratada para fazer a localização do mesmo, só há uma coisa que poderá trazer luz a esse mistério (se que há algum) é encontrar os destroços da aeronave e torcer para que os dados de voo não tenham sido danificados (aliás… aqui mora uma pergunta, certamente o F-35 não tem uma caixa preta assim como aviões comerciais, porém quais dados de voo poderiam ser recuperados junto com a aeronave???).

  2. Apesar do treinamento físico e o acompanhamento rigoroso, todo ser humano pode sofrer um mal súbito, é possível apesar de eu ficar na teoria da conspiração e acreditar que houve algum problema no equipamento.

  3. Bem como o piloto não pode falar e não foi encontrado os destroços então fica a versão do governo.

  4. A aeronave que sofreu o acidente estava liderando três F-35 em manobras de treinamento quando enviou um sinal de "abortar a missão" e desapareceu do radar, disse o ministro da Defesa, Takeshi Iwaya, a repórteres.

    Mudaram a versão ?

  5. Já tinha sido notificado que esse F-35 em específico já fez 2 pousos de emergência devido a falhas mecânicas apresentadas. Eu entendo que toda máquina dá defeito e eles não devem ter escondido isso dos pilotos, mas para o público leigo, é melhor falar isso do que conseguir opiniões negativas ao F-35 no Japão. Imagina você saber que seu país vai gastar bilhões e um caça e que ele dá defeitos. Para a população, o menor dos sinais de problemas já vai automaticamente invocar aqueles que vêem isso e já falam: "tá vendo? Gastamos dinheiro a toa nesse monte de lata velha."

Comments are closed.