O míssil Sidewinder guiado a laser, e chamado de LaGS. (Foto: Diehl Defence)

Pesquisas recentes de mercado indicaram um interesse de diferentes forças aéreas numa arma ar-superfície leve guiada por engajamento ‘pin-point’ contra pequenos alvos levemente blindados. Em missões deste tipo já foram anteriormente usadas armas originalmente desenvolvidas e adquiridas para o engajamento preciso de alvos grandes e altamente blindados. O engajamento de alvos móveis menores requer novos armamentos adaptados para o uso específico. Isso visa a combinação de reduzida detonação (pequena ogiva) com precisão máxima no alvo (engajamento pin-point) e evitar o máximo os danos colaterais.

As armas guiadas a laser Sidewinder (LaGS), atualmente sendo desenvolvidas pela Diehl Defence, é uma adaptação dos mísseis guiados ar-ar para as missões ar-superfície com base na família AIM-9L. O LaGS permite que as missões ar-superfície tenham um míssil guiado comprovado em todo o mundo, sem ter que arcar com despesas consideráveis numa re-integração nas aeronaves de combate. O buscador infravermelho na seção original de orientação e controle do míssil é substituído por um buscador laser semi-ativo (SAL). O conceito do buscador SAL prevê a marcação do alvo com um designador laser. O buscador SAL dirige o míssil de forma autônoma no alvo iluminado pelo laser.

Como a grande maioria dos atuais cenários ar-ar são cobertos por mísseis avançados, como o IRIS-T, a adaptação e emprego da família de mísseis AIM-9L, já tendo sido adquiridos, oferece vantagens operacionais e é prático em termos de logística. A acuracidade do LaGS permite as tripulações das aeronaves possam engajar alvos de superfície levemente blindados nas missões ar-superfície, apoio aéreo aproximado (CAS) e apoio aéreo aproximado urbano (UCAS). O engajamento do alvo é iniciado sem demora e conduzido fora do alcance de disparo do adversário.

A alteração prevista do míssil guiado disponível irá gerar um novo produto qualificado no menor tempo possível. As características do míssil como medições, peso, centro de gravidade e inércia permanecem inalteradas, assim como as interfaces para o trilho lançador e mudanças nas aeronaves. O LaGS oferece total compatibilidade com as estações de armas Sidewinder. Possuindo este projeto, as disponíveis estações de armas ar-ar podem ser empregadas sem alterações de plataforma, tanto para missões ar-ar como ar-superfície com o Sidewinder modificado. Sendo um armamento de precisão ar-superfície com um ciclo de vida de 20 anos, o LaGS oferece as aeronaves de combate opções avançadas de missão.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Seria uma ótima aqui para o Brasil, onde a FAB e a MB possuem estoques de Sidewinders das primeiras versões. E também seria interessante tal pacote aplicado aos Mísseis MAA-1A

  2. Idéia interessante…

    Isso poderia proporcionar uma solução barata para ataques de precisão em cenários de exijam uma performance mais limitada do explosivo, tal como nas guerras assimétricas de hoje… É mais barato que um Brimstone e pode ser tão preciso quanto, muito embora seu sistema de guia a laser exija uma visão clara do alvo, exigindo que a aeronave lançadora mantenha-o iluminado. E não pode ser considerado "qualquer tempo"…

    Um fator que pesa a favor nesse caso é a quantidade considerável de mísseis AIM-9 em estoques pelo mundo e que poderiam ser recondicionados para esse padrão, de modo que esse míssil poderia se tornar muito atrativo nesses tempo de orçamento mais limitado para forças armadas pelo mundo.

Comments are closed.