Su-25SM - VKS, by Kiba - Copy
Sukhoi Su-25SM – VKS / Foto: Kiba, em caráter ilustrativo

Para presidente brasileira, não existe solução militar para o conflito que não passe por negociação diplomática e formação de coalizão.

Sócia do governo da Rússia nos BRICS, a presidente Dilma Rousseff criticou nesta segunda-feira, 19, a intervenção militar russa na Síria. Falando ao lado do primeiro-ministro da Suécia, Stefan Löfven, em Estocolmo, a presidente defendeu que negociações diplomáticas entre “grandes potências” resultem em uma coalizão para bombardear em conjunto o grupo terrorista Estado Islâmico.

1110110
Helicópteros de combate Mi-24P da VKS em Latakia / Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation

Dilma reforçou suas críticas às intervenções militares internacionais em curso na Síria, mas desta vez incluiu a Rússia de Vladimir Putin, parceiro do Brasil no grupo de grandes emergentes, os BRICS. “Não acreditamos que invadir e bombardear um país resolverá a questão”, disse a presidente. “Esse também é o problema que cerca a intervenção russa.”

Conflito na Síria, campanhas militares da Rússia em EUA
Fonte: Institute for the Study of War / The Washington Post

Segundo Dilma, não há solução militar para o conflito. “A intervenção russa tem a sua explicação no fato de ser uma proteção contra, entre outros, o grupo ISIS. Tem outros grupos com um componente similar, como Al-Nusra e Al-Qaeda. Eu não acredito em uma solução militar para o conflito sírio.”

A presidente também voltou à polêmica sobre sua suposta defesa de diálogo com o Estado Islâmico. A versão surgiu em setembro de 2014, durante a 69ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York quando Dilma afirmou em entrevista não acreditar que bombardeios contra o o movimento jihadista, que tomou o norte da Síria e do Iraque, resolvessem o problema. “Vocês acreditam que bombardear o Isis resolve o problema? Porque, se resolvesse, eu acho que estaria resolvido no Iraque”, afirmou então.

1191293
Um bombardeiro tático Su-34 (Red 27) pousando em Latakia após uma missão de bombardeio na Síria / Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation

À época, a declaração foi interpretada como defesa de diálogo com o Estado Islâmico, o que Dilma voltou a negar hoje, classificando a análise como “falsidade” da oposição durante a campanha eleitoral de 2014. “No momento eleitoral no Brasil infelizmente as coisas são distorcidas”, lamentou.

1110106
Su-24M da VKS, em Latakia, sendo equipado com um míssil ar-superfície Kh-25 / Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation

“O Brasil acredita que certos conflitos, como o da Síria, do Iraque e da Líbia, têm de ser resolvidos de forma predominantemente diplomática”, reiterou, esclarecendo a seguir: “Nós somos radicalmente contra grupos terroristas como o ISIS”. Questionada mais uma vez sobre se defendia o diálogo com o grupo, Dilma negou: “Óbvio que não. Não tem conversa com o Estado Islâmico”. “O Estado Islâmico não participa de uma mesa de negociação. Eles não participam porque têm outro tipo de política, como cortar gargantas. E aí é preciso combater com armas”, reconheceu.

Para a presidente, é preciso que as potências internacionais negociem um “acordo” que resulte em uma “intervenção comum”. “Não é com o Estado Islâmico que tem de conversar. Não há só o Estado Islâmico na Síria. É preciso uma tentativa de solução via grandes potências”, ressaltou.

2399393
Aeronaves de ataque Su-25 partem para uma missão de bombardeio na Síria. Observar as bombas de fragmentação OFAB-250-270 sob as asas / Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation
2330240
Os caças multifunção Su-30SM da VKS estão sendo empregados em missões de escolta da Síria, a fim de prover proteção ar-ar aos bombardeiros e aeronaves de ataque, no caso de eventuais imprevistos / Foto: Ministry of Defence of the Russian Federation

Seguem abaixo dois vídeos divulgados pelo Ministério da Defesa russo com relação a ataques realizados hoje contra posições dos jihadistas na Síria:

Destruição de um depósito de munições a oeste da cidade de Jubb al-Zarus (região de Hama)

Destruição de instalações usadas pelos jihadistas próximo à cidade de Sermania (região de Idlib)

Imagens captadas pro drones russos mostram a campanha empreendida pelo exército Síria contra os jihadistas:

https://youtu.be/1Q60yBQG8XI

A título de curiosodade, o kit de sobrevivência dos pilotos, para o caso de eventualidades:

divider 1FONTE: Agência Estado – EDIÇÃO: Cavok

IMAGENS: Ministério da Defesa da Federação Russa

COLABOROU: Galileu, obrigado!

NOTA DO EDITOR: Além precisa lembrar à Excelentíssima Sra. Presidente da República Federativa do Brasil que as forças russas estão atuando na Síria à convite do governo legítimo daquele país; não se tratando, portanto, de uma invasão, como a fala atribuída à Sra. Dilma Rousseff sugere. 

Anúncios

67 COMENTÁRIOS

    • ue, o'zamericos nao tava temdo mesmo discurso? e os lideres europeus se juntaram para dizer a mesma coisa?

  1. E alguma coisa que essa energúmena fala tem nexo???

    Daqui a pouco ela fala que tem que plantar mandioca e fazer coleta de vento na Síria….
    E com mão de obra das mulheres-sapiens do rio das galáxias!!

  2. Como que o Stefan fez pra segurar o Riso na hora que ela disse isso?

  3. Quem é ela para criticar a atuação da Rússia na Siria? se não for eles quem vai ser? A nossa AF? Cada discurso que essa mulher faz eu não sei se rio ou se choro por causa da situação do país.. Quem é ela para fazer isso? Não entende de nada, quer estocar vento, e criticar atuação da Russia na Siria.. puta merd…..

  4. Olha, eu sei que nossa governanta não fala dos assuntos que conhece a fundo, mesmo porque se o fizesse já estaria atrás das grades. O fato é que sobre esse lance de estocar vento, atipicamente, ela não está tão errada como muitos tendem a pensar. Pra quem quiser saber um pouco mais do assunto, vai um link.
    http://agencia.fapesp.br/reino_unido_vai_usar_ar_

    • Um grupo ligado a energia renováveis em UTAH/USA, propôs "estocar" vento em cavernas subterrâneas naturais daquele estado. No entanto, o trabalho para comprimir (precisa senão ele não sai de lá!) o volume economicamente viável, a construção dos dispositivos necessários etc. e tal não compensa financeiramente!
      Era um caso atípico, de uma região favorável a isto e foi deixado de lado. Era melhor procurar um lugar com intensidade de ventos menos variável, como acontece por exemplo nas praias do Ceará! Mas, o Mercadante ouviu falar da história…e soprou no ouvido da Wanda…mas não contou toda a história! Outro detalhe é que o pessoal da Fapesp é fortemente petista! E qual é a lógica de transformar ar em líquido??? Já pensaram no detalhe para fazer um líquido virar vento??? É tem alguma coisa errada nesta história!

      • Mas em se tratando de instituições públicas, mormente as de caráter educativo/pesquisa, é difícil – pra não dizer improvável – encontrar alguma que não esteja aparelhada, meu caro. O link foi só pra abrir a mente da galera, e não pra chancelar o discurso atabalhoado da nossa governanta/presidanta.

    • Romau, por favor…
      UMA COISA é a liquefação de ar. Ninguém explicou o custo desta tecnologia nem a energia necessária para isto. Mas é possível.

      OUTRA COISA é a fala da Gilma.

      • Concordo com você, kw/h, e veja que no meu escrito não endosso o discurso dela. Eu quis propor um debate acerca das possibilidades intrínsecas do tema, compreende? O custo disso?? Infraestrutura e equipamentos de apoio pra viabilizar a ideia? Cara, não consigo sequer conjecturar o aporte de recursos necessários pra uma empreitada destas, mas de uma coisa tenho certeza: é caro "bagarai".

    • tem um projeto na alemanha que estaca vento a 40 anos e utiliza pra geração de energia

  5. Se o Brasil tivesse uma imprensa séria e uma oposição séria, não teria nem sido eleita da 1 vez.

    Lá fora, os caras batem mesmo e não tem essa de chapa branca.

    Para quem não, aí está a Dima passando vergonha com jornalista português. Notem como a entrevista é um tom muito diferente do que estamos acostumados. https://www.youtube.com/watch?v=U6LLKUIHYDQ

      • Imagina essa peça todos os dias tomando pancada de jornalista e oposição.

        O José Sócrates era perseguido pelos erros de inglês. A Dilma não concatena três frases em português.

  6. Caraca…o que essa capivara débil fumou? insana, atacando um aliado, no meio de conversações com empresários russos que querem investir no nosso país, mulher maluca.

    • Por falar em criança e sendo outubro:

      "Se hoje é o Dia das Crianças, ontem eu disse que criança… o dia da criança é dia da mãe, do pai e das professoras, mas também é o dia dos animais. Sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás, o que é algo muito importante."

      Dilma Rousseff

  7. o pior é ver essa mesma linha de pensamento dentro do país,onde os erros são corrigidos passando a mão na cabeça. fico imaginando líderes assim em 1930..estaríamos falando alemão agora rs.

  8. pqp !!! Eiita burrice !! Como é que pode ?

    Essa mulher so fala coisas desconexas !

    A Russia é um aliado no ambito dos Brics, e ela vai criticar a intervenção, defendendo diplomacia com o estado islamico, de novo ????

    Meu Deus, ta virando circo !!

    Ja que a Russia corta is investimentos aqui e é menos grana ainda para o Brasil.

    Meu deus, nao acredito…

    • Me explica essa aliança.

      É uma aliança militar, política, comercial, econômica?

        • LaMarca

          É ou foi uma aliança sim, de países em ascensão econômica que buscavam/buscam no bloco espaço na governança global, apesar dos inúmeros problemas internos de cada nação componente, o que torna ainda mais imbecil a externação de visões diferentes, fazendo minimizar a relevância das igualdades e quaisquer perspectivas de fortalecimento nas opiniões/interesses em comum.

          • A definição correta do BRICS seria um grupo político de cooperação. http://www.itamaraty.gov.br/index.php?option=com_
            É óbvio que tem que haver alianças para que isso ocorra, mas qualquer aliança, para ser efetiva, depende de haja comunalidade de valores, o que, com relação à esse bloco, é algo duvidoso.

            Ainda esse fim de semana, a Marinha Indiana participou de um exercício naval no Pacífico, junto com as Marinhas do Japão, EUA, França, Austrália e Coreia do Sul, onde o evento foi visto como uma demonstração de força diante das atividades expansionistas da China na região.

            BRICS…

            • Aleluia, Senhor.

              Grupo de Político de Cooperação em linguagem diplomática significa devoração de canapé e entornação de champanhe com dinheiro do contribuinte.

              Dez anos de encontros e o resultado é um "banco" (na verdade um fundo) sem dinheiro.

            • LaMarca

              Isso possivelmente foi efeito "do BRICS", assim como a não acontecida visita de estado de Dilma ao EUA, a possibilidade de alinhamento deu/da visibilidade aos países, as soluções e feitos são diferente, pois como disse têm necessidades diferentes, assim aliam-se para ter visibilidade e dividem-se para colherem os frutos aos quais competem em muitos casos, mas haver a possibilidade de se unirem em aliança mais profunda os fortalece na comunidade internacional.

            • A China invadiu parte do território indiano e vende armas ao Paquistão.

              A Rússia reluta em vender armas a China pois eles copiam tudo.

              O Brasil vendeu ARMs ao Paquistão (arma ofensiva por excelência que poderia ser usada pela FA paquistanesa para um ataque nuclear por caças).

              Economicamente, não há qualquer acordo que diminua impostos ou facilite o comércio, muito pelo contrário, o Brasil é um dos países com economia mais fechada do planeta e a Rússia vive inventando barreiras sanitárias para pressionar o governo brasileiro.

              • zeabelardo

                O Chile anexou parte do território do Peru (junto a porção litorânea da Bolivia ), o Japão detonou Pearl Harbor e em troca receberam duas bombas atômicas e criaram recentemente a zona de livre comercio do pacífico, da união européia o história é mais longa e complexa, porém, a união/aliança é maior.
                Você apresentou um pedacinho das necessidades/diferenças que citei anteriormente o que não muda nada do que escrevi, a perspectiva de união dessas nações as fortalece e incomoda as outras que oferecem vantagens para que ela não se consolide.
                Espero que tenha conseguido me fazer entender.

                • Muito pelo contrário. Todos os casos que vc citou foram resolvidos por tratados. Não há nenhuma pendência entre os países.

                  Tudo que eu citei é presente e não aceito por nenhuma das partes. A fronteira sino-indiana é quentíssima. A India mantem tropas em prontidão de combate lá. O inimigo da India no mar é a marinha chinesa, eles treinam e se preparam para isso.

                  Não adianta fazer encontro anual. Cadê o tratado, cadê os acordos… Nada foi assinado. Dez anos de tempo perdido.

                  Obama e Merkel riem quando vcs falam de Brics, pois sabem que desse mato não sai coelho.

    • BRICS ??? O que é isso? Ahhh sim, a sigla inventada por UM jornalista que não tinha o que fazer com a Africa do Sul e colocou todos no mesmo balaio, como se essa porcaira fosse um bloco econômico.

      A Russia não é aliado de porcaria alguma do Brasil no âmbito econômico, não como o povo acha com esta sigla BRICS.

      E não é uma crítica a Russia, muito pelo contrário, mais fácil eles se alinharem no trato do transpacífico do que fazer algum acordo com o país de faz de conta.

      Nem Mercosul funcionou, o gigante entre os anões está vendo o bonde econômico de 800 milhões de pessoas passar em frente aos seus olhos e vai deixar por isso mesmo.

      • A ideia do Mercosul era integrar mais países e ganhar força para negociar a entrada em um bloco maior com EUA ou Europa.

        Aí o PT ganhou a eleição…

    • BRICS é algo funcional e contrato só na cabeça de russófilo e esquerdista nacional…

      Vocês não conseguiram entender isto ainda ?

  9. Terrorista apoia Terrorista. Lá vem ela falar de dialogo, o único dialogo que existe com terrorista e "Tiro,porrada e bomba" hehehe.

    • Agora eu entendo como os guerrilheiros perderam, ela devia ser a estrategista.

      Depois foi falir a lojinha de 1,99 em Porto Alegre.

      Assim, ela se qualificou pra ser presidanta.

  10. ela quer que as potências do mundo negociem um modo comum de destruir o EI.

    E quem se importa com o que ela fala, ou o que a Banânia hoje representa?

  11. As declarações da Sra. PresidAnta é melhor nem ler, só fiquei mesmo é procurando a garrafa de vodka no kit de sobrevivência dos russos. 😛

  12. Cara, que absurdo…
    A capivara dilma acha que da para fazer "papinho" com um bando de assassinos degoladores?
    Essa mulher nem conhece a palavra geopolítica!

  13. Dilma será a primeira presidente do Brasil a ter inimizade com as duas maiores potencias militares do globo.
    " Ta serta, somus uma putência grobal, resolvemu us pobremas du Irão e tubém podemu resolvê us pobrema do EI. Rússia e EUA que se lasquem, aqui é Banânia, aqui Brasil Putência!"

  14. Ela é o mestre dos magos dos anoes diplomaticos!!! Só fala besteira pq nao esta na festa e nem tem condiçoes d se meter. Acho q se oferecesse apoio militar ia tomar uma portada na cara.

    Nao da pra falar q é ANTA, pq anta é um bicho tao legal… Acho q se alguem me chingassem de DILMA na rua, eu partia pro pau!!! kkkk

  15. OFF:
    Pessoal, vcs viram a ultima trollagem do Plano Barril?
    "Cuba envia militares na Síria para combater EI"
    Puts… Que absurdo!

  16. Assim como o mestre , a aluna adora falar para as paredes , conseguiu ser unanime aqqui no cavok , uma recordista !

  17. O Brasil através de seu representante só fala e faz pastelão no cenário internacional!
    Israel literalmente nos chamou de "gigante bobão"…e faz sentido.
    Começo a achar que esta presidente esta com algum problema mental.

    • O que deve ser dito é que o contrato é em Coroas Suecas (SEK), sendo, portanto, o valor em dólar apenas uma referência.

  18. Depois reclamam quando chamam o Brasil de anão diplomático e coisas do tipo.
    Foi-se o tempo que tinham pessoas da envergadura do Barão do Rio Branco para fazer algo de relevante nas relações internacionais.

  19. Alguém, por favor, faça essa mulher parar de falar!!!

    Além de uma Anta administrativa, de incapacidade de raciocínio lógico e cognitivo, continua sendo uma palerma em relações internacionais. Nossa!!!

  20. Muitíssimo me dói dizer isto…

    Mas desta vez a Presidente foi coerente…

    Ela acha que tudo se resolve com diálogo, então tá explicado..

    Só acho interessante alguém com sérios problemas cognitivos como ela, que não consegue formar meia-dúzia de orações sozinha que façam sentido defender o diálogo..

    Ia ser conversa de doido..

  21. O que dizer da presidAnta. Não sabe nem mais o que fala. Só falta querer acolher os terroristas do IE no Brasil. Lamentável.

Comments are closed.