Aeronaves Super Tucano da Embraer.

A Divisão de Caças e Bombardeiros (AFLCMC/WWB), do Comando de Material da USAF, pretende solicitar propostas de uma única fonte e assinar um contrato para a produção de Aeronaves de Ataque Leve (LAA). Para isso foi emitido uma NOCA (Notice of Proposed Contract Action), uma notificação que propõe a assinatura do contrato.

O programa LAA fornecerá uma aeronave acessível, não relacionada ao desenvolvimento, destinada a operar globalmente nos tipos de ambientes de Guerra Irregular que caracterizaram as operações de combate nos últimos 25 anos.

Além disso, apoiará o Comando de Operações Especiais da Força Aérea (AFSOC) com a capacidade de realizar sua missão de apoio às tarefas de apoio aéreo aproximado (CAS) para as nações parceiras.

Prevê-se que uma solicitação formal seja divulgada em maio de 2019 e um contrato será assinado no quarto trimestre do ano fiscal de 2019.

O esforço será concedido usando outra competição completa e aberta ao ofertante vencedor, sob a autoridade 10 U.S.C. 2304 (c) (1), conforme implementado pela FAR 6.302-1 – que diz que somente uma fonte responsável e nenhum outro suprimento ou serviço satisfará os requisitos da agência, entre as fontes limitadas.

A Sierra Nevada Corporation (SNC) é a única empresa que parece possuir a capacidade necessária para atender ao requisito dentro do prazo da Força Aérea dos EUA, sem causar um atraso inaceitável no atendimento das necessidades dos combatentes.

Esta notificação não constitui uma Solicitação de Proposta (RFP) ou Convite para Propostas (IFB), nem restringe o Governo a qualquer abordagem de aquisição específica. Esta notificação é apenas para fins de informação e planejamento e não deve ser interpretado como um compromisso com um contrato do Governo.

Um Provedor de Justiça foi nomeado para ouvir as preocupações dos candidatos ou potenciais candidatos.

A NOCA não diminui a autoridade do gerente do programa ou do diretor contratante, mas comunica as preocupações, questões, desacordos e recomendações do contratado ao pessoal apropriado do Governo. O Provedor de Justiça não participa na avaliação de propostas ou no processo de seleção.

De acordo com a pré-solicitação, a Força Aérea dos EUA pretende adquirir 359 aeronaves para 8 esquadrões operacionais e 3 Unidades de Treinamento de Voo (FTUs).

A Sierra Nevada construirá o Embraer Super Tucano sob licença na Flórida para atender à exigência da Força Aérea dos EUA de uma aeronave de ataque leve e pretende conceder o primeiro contrato de produção no quarto trimestre de 2019.

6 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde Senhores!

    Parabéns a USAF por eleger a melhor aeronave de COIN que existe até o momento. Parabéns a FAB que foi a idealizadora do projeto. Parabéns a EMB pela Vitória com V maiúsculo, pois o processo de seleção foi além do técnico. Já que o fator político foi preponderante neste caso. A Joint Boeing/Embraer eu penso que foi fator final de decisão para a USAF eleger sua mais nova aeronave de ataque.

    O resto é mimimi de ideologista idiota e tapado.

    CM

    • A USMC fez isso com a concorrencia dos veículos 8 x 8, comprou 16 de cada finalista, BAE e Terrex de Singapura e depois de testar por mais de dois anos escolheu o BAE.
      É uma forma cara de se fazer teste, mas garante um teste profundo sem a interferencia direta do fabricante que sempre está presente quando o demonstrador é seu.

  2. Uma boa notícia. Significa que essa aeronave está 'na briga', e continuará a mostrar suas ótimas qualidades. O comprador é exigente, senão o mais, mas a aeronave é competente tecnicamente e tem tudo para ser a preferida.