O Reino Unido adquiriu cinco aeronaves E-7 Wedgetail e a primeira aeronave deve ser entregue em 2022. (Foto: Commonwealth of Australia / Department of Defence / Cpl David Cotton)

Duas das cinco aeronaves de alerta aéreo antecipado E-7 Wedgetail destinadas para o Reino Unido serão convertidas a partir de jatos de passageiros usados.

As informações vieram à tona em uma carta do Comitê de Defesa ao governo, fazendo perguntas sobre o acordo recentemente finalizado de £ 1,5 bilhão.

O Dr. Julian Lewis, presidente do Comitê de Defesa, perguntou em uma carta: “Por que estão confiantes de que as aeronaves serão entregues em até quatro anos e meio, quando a linha de produção esteve fechada há cinco anos e, historicamente, o tempo mínimo entre a assinatura do contrato e a primeira entrega dessas aeronaves é de pelo menos seis anos?”

Stuart Andrew, Ministro de Compras em Defesa, respondeu: “A linha de produção de Seattle para a aeronave 737NG, que depois é modificada para se tornar um E-7 AEW&C, ainda está operando e produzindo múltiplas variantes militares do 737NG (incluindo o Poseidon P-8) para os EUA, Reino Unido e outros clientes.

A Boeing adquiriu dois 737NG do mercado comercial e garantiu mais três slots de produção nesta linha de produção de Seattle em 2021 e 2022 para atender às nossas necessidades. A conversão dessas cinco aeronaves no padrão E-7 AEW&C será realizada nas instalações da Marshall Aerospace em Cambridge.

A Boeing tem uma experiência significativa na conversão do 737NG para o E-7, tendo configurado anteriormente nas instalações de conversão em três países diferentes. Eles já começaram a trabalhar com a Marshall Aerospace, trazendo uma equipe experiente que estava envolvida nas conversões anteriores para garantir que as lições tenham sido aprendidas e aplicadas.

Disciplinas robustas de gerenciamento de projetos estão sendo aplicadas pela indústria que o Ministério da Defesa do Reino Unido monitorará continuamente, com o ministério já tendo visitado recentemente a Marshall Aerospace para assegurar-se de progresso.”

O sistema E-7 Wedgetail AEW&C (Airborne Early Warning and Control) é capaz de voar por longos períodos de tempo e gerenciar o espaço de batalha do céu, proporcionando consciência situacional e rastreamento de múltiplos alvos aéreos e marítimos ao mesmo tempo. Em seguida, ele usa as informações coletadas para direcionar outros recursos, como caças e navios de guerra.

Já foi provado em operações na batalha contra o Daesh no Iraque e na Síria.

1 COMENTÁRIO

  1. Não sou contra conversões, e imagino o tamanho do trabalho em cabeamento que seja necessário para readequar o avião seja muito complexo, assim como comprar um aparelho desse, que normalmente tem uma vida útil muito grande, em uma estrutura e motores já usados não deva ser tão econômico assim.