Dois caça-bombardeiros Su-34 Fullbacks da Força Aérea russa em foto meramente ilustrativa.

Dois jatos de combate russos Su-34 colidiram duas vezes durante um voo de treinamento sobre a cidade russa de Lipetsk hoje, mas pousaram em segurança, embora uma aeronave tenha ficado bastante danificada

Segundo relatos, os aviões de guerra colidiram em voo devido a uma perda de contato visual, informou a agência de notícias russa REN-TV.

“A aeronave líder atingiu o ala com a ponta da asa no cockpit; enquanto tentavam afastar seus jatos, eles colidiram novamente. Ao mesmo tempo, detritos entraram no motor de um dos aviões”, disse a REN-TV, citando fontes no solo.

Ambas as aeronaves conseguiram pousar com sucesso e ninguém ficou ferido. No entanto, a cabine, o motor e a fuselagem de um dos aviões foram danificados. A ponta da asa foi arrancada da outra, que continha equipamentos que faziam parte de seu sistema de contramedidas eletrônicas.

Relatos de outras mídias disseram que era um milagre que os jatos conseguissem pousar de volta, apesar de colidirem duas vezes.

Os jatos Su-34 são usados principalmente como bombardeiros e foram amplamente utilizados durante o conflito sírio.

Em janeiro deste ano, dois jatos Su-34 também colidiram em voo, mas uma aeronave caiu no mar.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Deve ser complicado para os pilotos voarem tão próximos já que o ângulo de visão é restrito devido ao cockpit visualmente fechado atrás e ainda terem os operadores de armas sentados a direita.
    Mas é interessante notar que os russos não tem grilos em divulgar seus acidentes.
    Gostaria de ver as estatísticas dos chinos.