A Emirates já possui 10 aeronaves A380 em serviço. (Foto: Emirates)

A companhia aérea Emirates de Dubai poderá confirmar um pedido no Dubai Airshow para 36-38 jatos Airbus A380, avaliados em US$ 16 bilhões pelos preços de lista, informou uma pessoa familiarizada com o assunto neste sábado.

A Emirates e a Airbus recusaram-se a comentar.

Espera-se que o pedido seja um dos destaques do evento de 12 a 16 de novembro em que as companhias aéreas do Golfo – menos a Qatar Airways, que está ausente devido a uma ruptura entre as nações árabes – devem dar uma nova cara na frágil confiança das empresas na região.

O pedido deverá ocorrer no momento que a Airbus e a Boeing buscam vendas para aumentar a demanda enfraquecida recentemente para jatos de passageiros de corpo largo.

A Emirates é, de longe, a maior compradora do maior jato de passageiros do mundo, o A380, com 142 pedidos e 100 já entregues.

O jato de 544 assentos entrou em serviço em meio a uma grande fanfarra em 2007, mas seu futuro foi colocado em dúvida pelas vendas lentas, já que as companhias aéreas se voltam para jatos mais eficientes, como o Boeing 777, dos quais a Emirates também é o maior comprador.

Uma venda do A380 traria uma pausa para a Airbus, que ficou bem atrás da rival Boeing este ano, com 35% de suas novas encomendas combinadas.

Os fabricantes aeroespaciais estavam buscando outras vendas na véspera do show, uma das maiores reuniões de negócios no Oriente Médio.


Fonte: Reuters

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto o A380 pode ganhar uma sobrevida, o B747-8 está perto de ter sua produção encerrada devido as baixas vendas.

Comments are closed.