Os Emirados Árabes Unidos estão negociando a compra de caças Sukhoi Su-35S.

A Rússia está avançando com as negociações para venda de caças Su-35S para os Emirados Árabes Unidos. Os dois países também estão explorando a possibilidade de desenvolver em conjunto um jato de combate leve de 5ª geração para a nação do golfo.

“As negociações sobre a entrega de caças Su-35 e o desenvolvimento de um caça leve de quinta geração no interesse dos Emirados Árabes Unidos continuam”, disse o chefe do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia, Dmitry Shugaev, no domingo, na abertura do Dubai Air Show.

O Su-35 é um jato supersônico com supermanobrabilidade mesmo em baixas velocidades e os Emirados Árabes Unidos estão interessados ??em comprar mais de um esquadrão dos caças avançados para sua força aérea. A Rússia e os Emirados Árabes Unidos provavelmente assinarão o contrato final para os Su-35s antes de terminar o ano de 2019.

No entanto, o número exato de Su-35 que os Emirados Árabes Unidos comprarão será divulgado somente após a assinatura do contrato. Um esquadrão de caça dos Emirados Árabes Unidos tem mais de 20 aviões de combate. Atualmente, o Su-35 está em serviço com as forças de defesa da Rússia e da China, enquanto a Malásia encomendou 11 aeronaves.

A Rússia está desenvolvendo uma versão de exportação do Su-57.

Alimentado por dois motores turbofan com pós-combustão Saturn AL-41F1S, o Su-35 é capaz de voar a uma velocidade máxima de 2.400 quilômetros por hora e tem um alcance de 3.600 km. O alcance de combate da aeronave é de 1.600 km e pode transportar bombas e mísseis em 12 pontos fixos. A aeronave também possui um canhão interno Gryazev-Shipunov GSh-30-1 de 30 mm com 150 munições.

Os dois países decidiram em 2017 desenvolver um caça de quinta geração baseado no jato Mikoyan-Gurevich MiG-29. Na época, Sergey Chemezov, chefe da gigante russa de defesa Rostec, que está desenvolvendo o projeto com o Ministério da Defesa dos Emirados Árabes Unidos, disse que levaria sete anos para construir o jato.

A Rússia exibiu seus mais recentes sistemas de armas no Dubai Air Show. As aeronaves de combate em exibição incluem o Su-57E, Su-35 e MiG-35. As outras aeronaves em exibição são as aeronaves de transporte militar leve Ilyushin Il-112VE, o helicóptero de combate Mil Mi-28NE e o helicóptero utilitário Mil Mi-171Sh.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta negociação já é antiga, logo os americanos faz uma pressão, ela esfria de novo…
    Mas as relações do EAU com a Rússia são muito boas, compraram parte da VR já tinham comprado metade da Aurus, foram um dos primeiros países do mundo a operar o Pantsyr-S1E…Queria ver este MIG stealth…

  2. Isto é consequência das restrições de venda de armas impostas pelo ocidente (exemplo: Inglaterra e Alemanha) à Arábia Saudita e Emirados Árabes em função da guerra no Iêmen. Os USA não impuseram restrições porque o Trump é presidente, com certeza seria diferente caso o presidente fosse do partido democrata. Cada vez mais o ocidente que empurrar o globalismo e o "politicamente correto" ao oriente médio fomentando guerras como a da Síria e a Primavera Árabe.
    Por uma questão de soberania (e não de qualidade) podemos esperar mais vendas de armamentos russos e chineses para países como Egito, Turquia, Qatar e Emirados Árabes.