NAe fake damagePorta-aviões falso do Irã não foi destruído. O Mockup foi rebocado de volta com extensos danos.

Durante os exercícios Great Prophet 9 (Grande Profeta 9) o Irã usou-o como alvo para uma variedade de equipamentos ofensivos, incluindo ataques conjuntos de embarcações de ataque rápido, mísseis anti-navio e mísseis balísticos. Depois numa segunda fase do exercício, forças especiais iranianas transportadas a partir de helicópteros atacaram a super estrutura do mock-up. Por fim, o falso navio foi atacado por um navio suicida e um míssil de cruzeiro lançado da costa.

Tal exercício e suas imagens são uma peça importante na propaganda do governo de Teerã. “Estamos enviando a todos os países do Golfo Pérsico uma mensagem clara do poder da República Islâmica do Irã – uma mensagem de paz e segurança na região do Golfo Pérsico e no Estreito de Hormuz”, comentou Mohammad Ali Jafari, comandante dos fuzileiros navais da Guarda Revolucionária do Irã, a força responsável pela segurança do Estreito.

Iran-Mockup-Great-Prophet-9-1200x675

O Irã se gabou de ter tido mais de 400 acertos no mock-up durante o período de 15 minutos, de acordo com relatórios internos. No entanto, não surpreendentemente, o poder de fogo do Irã não conseguiu afundar o barco, que é bem grande e vazio internamente, devido à maneira como ele foi construído.

Imagens históricas de satélite a partir de agosto 2013 mostravam que o Irã construiu uma grande concha vazia em uma estrutura cristalina semelhante ao material utilizado para construir plataformas de petróleo. Como resultado, houve muito pouca estrutura sólida para realmente atacar.

Ainda é difícil de dizer o que o Irã quer com esse mock-up. O barco tem um convés para até 16 aeronaves, tão falsas quanto ele, conforme mostraram imagens passadas. Parece provável que Irã pode eventualmente arrastar essa coisa de volta ao estaleiro, repará-lo e usá-lo novamente em exercícios futuros. Com a recente adição de duas novas docas secas, o Irã não está com falta de qualquer espaço para reparos.

FONTE/IMAGEM: Bellingcat – Tradução e edição: CAVOK


13 COMENTÁRIOS

  1. Parece provável que Irã pode eventualmente arrastar essa coisa de volta ao estaleiro, repará-lo e usá-lo novamente em exercícios futuros.

    A MB bem que podia contratar os iranianos para reformar o Opalão

  2. Parece brincadeira, mas usar o São Paulo como alvo seria ótimo, mas pode ter certeza que se o desativarem vão vender como ferro velho pra arrecadar uma grana.
    Abs.

  3. KKKKKKK cara pensa no "poderio" do Irã.
    Fizeram uma barcaça….com chapas "fininhas" e não conseguiram afundar o "joão-bobo"…..senta e chora…..

    O opalão se der pra eles….eles trocaram as chaleiras por um propulsor ionico made-in-teerã farão um video mostrando o poderio das armas no estado da arte…toca pra pescaria…

  4. navio suicida??? será que alguém se voluntariou para o treinamento? hehehe

  5. !!!!!!!!!!!

    Não conseguiram afundar o Mock Up ?????

    Agora sim a US Navy está dando risada…

    o que eles botam nas ogivas das armas deles, fósforo Fiat Lux ???

    Creeedoo, e eu esperava tanto deles…

    Mas, diga, se se aperfeiçoar esse Mock Up com umas chapas, nao sai um pequeno Porta avioes de verdade ??

    Grande aquisição para a MB !! kkkkkkkkkkkk !

  6. Gosto dos iranianos, são muito engraçados, nos divertem e nos fazem rir…..kkkkk

Comments are closed.