191015-_IGV1550-Editar
A Presidente Dilma Rousseff durante apresentação do Mock-up do caça Gripen E na visita à SAAB. (Linköping – Suécia, 19/10/2015) / Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Em viagem oficial à Suécia, a presidente Dilma Rousseff visitou nesta segunda-feira (19) a sede da Saab, empresa fabricante dos caças Gripen E/F, comprados pelo Brasil para renovar a frota da FAB (Força Aérea Brasileira). Durante a visita, Dilma entrou no Mock-up do Gripen E (monoplace), e recebeu explicações sobre o modelo.

191015-_IGV1641-Editar
A Presidente Dilma Rousseff durante apresentação do Mock-up do caça Gripen E na visita à SAAB. (Linköping – Suécia, 19/10/2015) / Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Em 2013, depois de 15 anos de negociações, o governo brasileiro anunciou a compra de 36 unidades do caça, que farão parte da frota da FAB, sendo 28 exemplares do modelo E, monoplace, e 8 do modelo F, biplace. A primeira aeronave deverá ser entregue em 2019 e, a última, em 2024. A venda dos aviões foi acordada com a Saab por US$ 5,4 bilhões.

Segundo o Ministério da Defesa, o governo brasileiro recebeu nesta semana representantes do governo sueco e ficou acordado que o Brasil pagará uma taxa de juros de 2,19% ao ano no contrato. No início das negociações, segundo a pasta, a taxa era de 2,54%, o que implicaria custos maiores ao governo brasileiro.

“Eles [os caças] o que a gente chama de transferência de tecnologia. Nada mais é do que capacidade que nós temos de ter pessoas que vão absorver os conhecimentos aqui e serão capazes inclusive de criar outros conhecimentos. Então, a importância deles para o Brasil é imensa. Eles são o futuro”, afirmou Dilma durante a visita.

“Só comprar um avião não era o que nos interessava. Nos interessava comprar um avião e que a tecnologia fosse transferida”, complementou.

191015-_TUK1613-Editar
Na visita à SAAB, a Presidente Dilma Rousseff recebe explicações sobre o caça que irá equipar a FAB. (Linköping – Suécia, 19/10/2015) / Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Nesta segunda, antes de visitar a sede da Saab, que fica na cidade de Linköping, Dilma deu uma declaração à imprensa ao lado do primeiro-ministro sueco Stefan Löven, em Estocolmo. Na entrevista, a presidente afirmou que não acredita em processo de ruptura institucional no Brasil.

A frase foi dita por Dilma após a presidente ser questionada, por uma jornalista sueca, sobre o risco de um eventual impeachment e se a crise política poderia afetar a compra pelo Brasil dos caças Gripen, da sueca Saab.

Viagem oficial
De acordo com o Itamaraty, a visita à Suécia teve como objetivo “dinamizar” as relações bilaterais, por meio da adoção do “Novo Plano de Ação da Parceria Estratégica”, e discutir a cooperação em áreas como investimentos, comércio, energia renovável e educação.

A comitiva da presidente inclui os ministros Mauro Vieira (Relações Exteriores), Aldo Rebelo (Defesa), Armando Monteiro Neto (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Celso Pansera (Ciência, Tecnologia e Inovação), André Figueiredo (Comunicações) e o secretário-executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa.

Após cumprir agenda no domingo (18) e na segunda na Suécia, a presidente embarcou para Helsinki, capital da Finlândia, onde terá série de compromissos. Segundo o Itamaraty, um dos principais objetivos da visita é ampliar acordos entre os dois países na área de educação básica.

Conforme o Ministério das Relações Exteriores, a Finlândia tem um dos melhores sistemas educacionais do mundo e o Brasil quer trocar experiências a fim de importar iniciativas que deram certo no país escandinavo.

Confira abaixo todas imagens da visita da Presidente Dilma às instalações da Saab:

divider 1FONTE: G1 – EDIÇÃO: Cavok
IMAGENS: Palácio do Planalto, e retratam o evento
Anúncios

15 COMENTÁRIOS

  1. Já pensou se ela enche o tanque e parte para o Brasil em voo solo??????

    • Seria ótimo , ai ela dava um rasante na Siria para dialogar com o EI e é abatida , sonho de todo Brasileiro!

  2. Ainda fico sem entender o real motivo da ida dela para a Suécia com o ministro da defesa, foi somente burocracia ou há alguma possibilidade de extensão de acordos, novos acordos, enfim, aproximação maior com a Suécia?

  3. A única coisa boa que essa presidente fez foi decidir o FX-2, e pela proposta mais razoável de todos. Mesmo que por caminhos tortuosos.

    []'s

  4. a primeira coisa que me veio a mente foi a imagem dum ewok pilotando o x-wing

    • …Agora tú pegou pesado! Vai dar processo!!!
      Os produtores de StarWars não vao gostar nadinha disso!

  5. A imprensa gosta de pegar no pé mesmo, perguntando e insistindo se com a crise brasileira não iria cancelar a compra dos caças. Ela invés de ser categórica sempre começa uma frase com: "Eu acho…".
    Vejam o exemplo do que o tangente à esquerda Boechat falou hoje na Band News:
    "Seria bom se ela aproveitando que está lá, cancelasse a compra desses aviõezinhos de guerra, por U$4 bilhões de dólares… Bla bla bla…"
    A imprensa gosta de falar de cifras, mas não gosta de explicar o que está atrás disso tudo. Eles esquecem os empregos que vão gerar, a tecnologia q a indústria brasileira vai absorver (mesmo que a tal ToT não seja tão grande, o simples fato de montar o caça por aqui já é de se comemorar). E também esquecem de citar como tal pagamento será feito (aliás, seria bom que o governo deixasse bem claro como se dará o financiamento de tal aquisição). Enfim, para pessoas que tem uma simpatia ao comunismo, a compra de tecnologia de defesa (qualquer que seja), pode parecer algo supérfluo, mas esquecem que praticamente toda tecnologia de hoje (computadores, internet, redes de telefonia celular, entre tantas outras) nasceram da pesquisa e indústria militar.

  6. ela deve ter dito algo assim :

    " os caças foram caros, sim, mas, precisamos ver o custo beneficio desses avioes, que, comparando aos rivais , ficam bem mais baratos. Logo, o preço em conta compensa em muito o altissimo valor que vamos pagar, o qual é bem baixinho. "

    kkkkkkkkkkkk !! Ou seja, ela fala uma coisa, depois diz outra…

Comments are closed.