A Embraer celebrou a entrega do E-Jet número 1.500, um modelo E175, para a Horizon Air, subsidiária integral da Alaska Air Group, Inc.

O E175 da Horizon Air é configurado com 12 assentos na primeira classe, 12 na classe premium e 52 na cabine principal. Até o final do ano, a Horizon terá uma frota de 26 jatos E175 com mais quatro aeronaves programadas para entrega em 2019.

“Entregar nosso E-Jet de número 1.500 não é uma tarefa pequena. Ao longo dos anos, trabalhamos continuamente para nos superarmos, a fim de oferecer aos nossos clientes a melhor solução para seus modelos de negócios, e o sucesso da família de E-Jets no mercado é a prova desse esforço e da forma de pensar dentro da empresa”, disse John Slattery, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “Celebrar esse marco especial com uma companhia aérea tão estimada é uma honra incrível, e parcerias como essas nos inspiram e impulsionam continuamente nossa visão para construir as melhores e mais eficientes aeronaves para alçar voos mais altos.”

“Estamos muito entusiasmados por ter mais que dobrado o número de jatos E175 na nossa frota no ano passado”, disse Gary Beck, Presidente da Horizon Air. “Desde a introdução, em 2017, os jatos da Embraer têm sido um grande sucesso entre os clientes que voam de e para os nossos hubs na costa oeste e cidades específicas. Com todo o conforto de um jato maior, os clientes podem ficar conectados com o Wi-Fi a bordo durante o voo e ainda aproveitam o fato de não ter o assento do meio.”

A família de E-Jets tem deixado sua marca na história da aviação, uma vez que a Embraer é a única fabricante a desenvolver um portfólio moderno de quatro aeronaves direcionado especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. A Embraer vendeu mais de 435 jatos do modelo E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, obtendo mais de 80% do total de pedidos no segmento de jatos de até 76 assentos.

Com uma taxa média de voos concluídos de 99,9% e mais de 18 milhões de ciclos de voo, a frota de E-Jets já superou a marca de 25 milhões de horas voadas. Além da confiabilidade comprovada, os E-Jets contam com uma rede global estrategicamente localizada de centros de serviço, sendo quatro próprios e 13 autorizados.

Em 2013, a Embraer lançou a segundo geração de E-Jets, os E-Jets E2, composta por três aeronaves – E175-E2, E190-E2, E195-E2. Em abril de 2018, a Embraer entregou o primeiro E190-E2 à norueguesa Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019, com a Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A., e o E175-E2 em 2020.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos. A companhia conta com 100 clientes em todo o mundo operando os jatos das famílias ERJ e E-Jets. Apenas para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos firmes e 1.500 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais.

5 COMENTÁRIOS

  1. É uma quantidade respeitável. Faz jus à respeitável capacidade da Embraer quando o assunto é prospectar mercados e definir o melhor produto. Essa família dos E-jets a consolidou como uma grande fabricante, trouxe bons lucros, afastou o fantasma da falência e a alçou ao brilhante negócio com a Boeing.