O jato executivo Lineage 1000 da Embraer será exposto na feita Abu Dhabi Air Expo. (Foto: Embraer)
O jato executivo Lineage 1000 da Embraer será exposto na feita Abu Dhabi Air Expo. (Foto: Embraer)

abu_dhabi_air_expo_logoA Embraer participa da Abu Dhabi Air Expo, a ser realizada de 5 a 7 de março, no Al Bateen Executive Airport, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Pela segunda vez, a empresa promoverá sua linha completa de jatos executivos, bem como seus respectivos serviços e soluções de suporte ao cliente. Em mostra estática, estarão os jatos Lineage 1000, Legacy 650 e o Phenom 300.

“A participação da Embraer na Abu Dhabi Air Expo é uma oportunidade para apresentar nossa linha de produtos no Oriente Médio, um dos mercados mais promissores para a aviação corporativa”, declarou Colin Steven, Diretor de Marketing e Vendas para a Europa, África e o Oriente Médio – Embraer Aviação Executiva. “A Embraer é capaz de atender a todas as expectativas do mercado em termos de capacidade de passageiros e bagagens, alcance e conforto com aeronaves, como o Lineage 1000, o Legacy 650 e o Phenom 300, cada um combinando desempenho excepcional, luxo e inovação em suas respectivas categorias.”

O luxuoso e sofisticado interior do jato executivo Lineage 1000 da Embraer. (Foto: Embraer)
O luxuoso e sofisticado interior do jato executivo Lineage 1000 da Embraer. (Foto: Embraer)

O Lineage 1000, o maior jato executivo da Embraer, tem capacidade para transportar 19 passageiros em cinco zonas de cabines, com muito conforto e espaço. O alcance de 8.149 km (4.400 milhas náuticas) da aeronave com 8 passageiros ou de 8.334 km (4.500 milhas náuticas) com 4 passageiros, ambos com reservas de combustível NBAA IFR, permite realizar um voo sem escalas de Abu Dhabi à Cidade do Cabo ou Londres. O Lineage 1000 tem capacidade para operar a partir de alguns dos aeroportos mais restritivos, como o London City, na capital inglesa.

O Legacy 650, com as suas três zonas de cabines, permite que 14 passageiros trabalhem ou descansem em uma área espaçosa. Uma cozinha completa e o maior compartimento de bagagens da categoria acessível durante o voo são destaques, assim como sua cabine, uma das mais silenciosas entre jatos de sua categoria e equipada com a última geração de sistema de gerenciamento da Honeywell Ovation Select.

O Phenom 300 é um dos mais rápidos aviões na categoria Light e atinge a velocidade de 839 km/h (521 mph) ou 453 nós (KTAS). Esta aeronave tem capacidade para voar altitudes de até 13.716 metros (45.000 pés). Seu alcance de 3.650 km (1.971 milhas náuticas), incluindo as reservas de combustível NBAA IFR, proporciona uma capacidade para voar sem escalas de Abu Dhabi ao Cairo (Egito) ou Ancara (Turquia). A aeronave apresenta uma cabine grande e confortável, amplo compartimento de bagagens, aviônica avançada, além de diversos outros recursos.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. O Lineage 1000 pode emplacar muito bem lá nas arabias… tem um quarto com cama de casal e banheiro no fundo da fuselagem que é muito top!!

  2. A Embraer continua esquecendo (até em seu próprio site!) que não está fabricando e vendendo seus jatos executicos, necessariamente, a pilotos, técnicos, entusiastas ou demais entendidos no assunto. Vende mais para empresas e multimilionários.

    Falar dos alcances é correto, mas pouco. Então, nem adianta dizer que a empresa oferece “serviços e suportes ao cliente” ou que tem algum sistema interno da Honeywell ou não sei lá mais o que. Um sheik ou um preposto dele que pegar um texto em português (ou inglês mesmo) desses na internet e jogar num translator qualquer, vai bocejar de tédio. Isso é informação para quem gosta muito de aviação, como nós, e gosta dos detalhes até dos aviônicos.

    A informação que interessa ao cliente, que vai pagar pelo jato e se refestelar nas poltronas hiperluxuosas lá atrás, não pode ser encontrada nos textos atuais que a Embraer divulga.

    Quando a empresa diz que o Lineage 1000 tem um interior sofisticado e não diz que a prestigiadíssima BMW DesignworksUSA o projetou, perdeu o motivo da citação do luxo interno– que no final das contas é a razão de ser dos aviões!

    O que adianta, num texto lá no site da Embraer, dizer que o Legacy 650 tem um “novo interior” (informação divulgada desde o final do ano passado) se não diz em que aspecto, no que melhorou em relação ao anterior e que estúdio foi contratado para a novidade? Jackie Chan nenhum resolve isso.

    Surra de cinto nas pernas desse povo…

Comments are closed.