A aeronave de transporte multimissão KC-390 da Embraer, durante aproximação para pouso na FIDAE 2018. (Foto: Fernando Valduga / Cavok)

A Embraer participa da Fidae 2018 – Feria Internacional do Aire e do Espacio, em Santiago, Chile, de 3 a 8 de abril, onde apresenta o novo KC-390 de transporte múltiplo e médio porte.

Visto como a opção avançada e moderna para substituir as antigas aeronaves de médio porte, o KC-390 foi projetado para estabelecer novos padrões em sua categoria, ao mesmo tempo em que apresenta o menor custo do ciclo de vida no mercado e a capacidade de executar múltiplas missões como transporte e lançamento aéreo de tropas e carga, busca e salvamento (SAR), evacuação médica, reabastecimento aéreo (asa fixa e rotativa) e combate a incêndios, entre outros.

A Embraer alcançou a declaração de capacidade operacional inicial (IOC) do KC-390 em dezembro de 2017 e espera receber a certificação da capacidade operacional final (FOC) no segundo semestre de 2018. A primeira entrega está prevista para 2018. A campanha de teste do KC-390 está progredindo extremamente bem, com mais de 1.600 horas de voo acumuladas no final de março.

Também está sendo apresentado na Fidae o A-29 Super Tucano, o melhor avião de ataque leve e apoio aéreo aproximado do mercado. O Super Tucano é um avião turboélice durável, versátil e potente capaz de operar em pistas não melhoradas que foram selecionadas por 14 Forças Aéreas em todo o mundo, incluindo a Força Aérea dos EUA, que selecionou a aeronave para seu programa de Suporte Aéreo Leve.


Nota do Editor: Participamos do voo a bordo do KC-390. A matéria completa será divulgada neste final de semana.

12 COMENTÁRIOS

  1. Maravilha. E se sozinha a Embraer poderá vender uma ou duas centenas, com a Boeing venderá milhares. Esta aeronave têm emprego para muitas necessidades de quase todas as Forças aéreas do mundo, desde as menores e medianas até as maiores. Só a USAF poderá adquirir um número na casa das centenas.

    • Só dois aviões venderam mais de 1000 nesta categoria, o C-130 e o An-12, e foi em plena guerra fria.
      Hoje estas quantidades não seriam mais repetidas.

    • Sério que tu achas que a USAF. vai deixar de usar o C-130J, pra comprar o KC-390?!
      É por isto que tu acredita que esta "parceria" é boa, porque acredita em contos da caroxinha.

      • Sim, certamente n?o deixaram de usar o C-130 t?o cedo, mas sim, acredito que com o apport da Boeing, a USAF e as outras forças armadas dos EUA dever?o se interessar tremendamente pelo KC-390 a ponto de adotá-lo largamente. E sim, acredito que a "parceria" irá multiplicar e muito as vendas dos produtos desenvolvidos pela Embraer.

      • Para esses caras (USAF, americanos) o "deus" deles é o "Benjamin" (benjamin franklin, na nota de 100 dólares). Dando lucro, ganhando, vale qualquer coisa! Os caras não usaram o G222 (C-27)? Se bem que acho que já encostaram… Mas também não acredito que com o lobby da LM, deixariam de lado o C-130J, ainda mais com o Trump protecionista, mas até aí Embraer poderia virar Boeing…

    • Se ele vender centenas, será um enorme sucesso perante o onipresente C-130. A concorrência é muito grande e forte.
      Também não é impossível que atinja alguns clientes tradicionais da Antonov das cópias chinesas.

  2. Vida longa ao KC-390. Que atinja os propósitos para o qual foi projetado! Se colocar como alternativa ao Hércules é uma delas, mas abalar sua majestosa conquista ao longo dessas ultimas décadas não será para qualquer aeronave! Ainda assim desejamos vendas vigorosas!

  3. Quase lá, aguardando logo o primeiro ser entregue para a FAB. Uma dúvida, vi que ontem mesmo o PT-ZNF já retornou para a Embraer. Porque não ficou até o fim do evento no dia 08? Outra questão, a FAB vai operar os 2 protótipos + 28, ou 2 protótipos + 26?

    • Creio que os dois +28 ou 1 + 28 pois a Embraer deve ficar com um dos protótipos se não me engano.

      • Dos 30 a Embraer ficará com os 2 protótipos sendo usados para demonstrações e testes, a FAB ficará com os 28 de série em uso operacional.
        O GF pagou os dois protótipos porque é o autor e financiador do projeto, mas eles não tem condições de serem usados operacionalmente, são plataformas de testes e certificação e farão viagens sendo usados como demonstradores mundo afora.

    • Se o C-130, C-295 e CN-235 servem, o KC-390 tambem deve servir.
      Basta aparecer um interessado em armar o bicho.

Comments are closed.