Jato executivo Legacy 450 da Embraer. (Foto: Embraer Executive Jets)

A Embraer anunciou uma melhoria da experiência de voo dos seus jatos executivos de cabine média Legacy 450 e Legacy 500. A altitude de cabine dessas duas aeronaves revolucionárias já é considerada entre as mais baixas do mercado, mas o teto de altitude da cabine foi reduzida ainda mais para 5.800 pés (1.768 m). O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa na feira de aviação Dubai Air Show, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Interior do Legacy 450.

“Com nosso foco em valor, o Legacy 450 e Legacy 500 estão estabelecendo novos padrões para os segmentos de cabines médias”, disse Michael Amalfitano, Presidente & CEO, Embraer Executive Jets. “Essas aeronaves são belos projetos de engenharia brilhante, e continuarão elevando a experiência dos nossos clientes.”

Interior do Legacy 500.

A altitude máxima de cabine do Legacy 450 e Legacy 500 é de 6.000 pés (1.828 m) quando o nível de voo é 45.000 pés (13.716 m). A pressurização diferencial da cabine foi aumentada de 9.3 psi para 9.73 psi para reduzir a altitude máxima de cabine para 5.800 pés. O sistema de controle ambiental da aeronave também preserva a altitude de cabine ao nível do mar enquanto o nível de voo estiver abaixo de 27.050 pés (8.245 m).

Jato Legacy 500. (Foto: Embraer)

Lançado em 2008, o Legacy 500 e Legacy 450 entraram no mercado em 2014 e 2015, respectivamente. Entregas das aeronaves com a nova altitude de cabine começarão no primeiro trimestre de 2018 quando a melhoria se tornará disponível para a base instalada.

SEM COMENTÁRIOS