O Saab GlobalEye está fazendo sua estreia em exibições públicas no Dubai Airshow 2019.

A Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos (EAU) anunciou no Dubai Airshow 2019 os planos de adquirir da Saab duas aeronaves adicionais GlobalEye de alerta e controle aéreo (AEW&C) e mais três aeronaves Airbus A330 Multi Role Tanker Transport (MRTT).

O GlobalEye está entre as exibições estáticas no show aéreo, marcando a estreia da aeronave em exibições públicas. É conhecido nos Emirados Árabes Unidos como o Swing Role Surveillance System (SRSS).

O GlobalEye exposto no Dubai Airshow 2019.. (Foto: REUTERS / Mahmoud Khaled)

“De acordo com o anúncio de hoje, o valor potencial do pedido relacionado a essa alteração do contrato seria de US$ 1,018 bilhão. Um período de negociações finais se seguirá agora. A Saab ainda não assinou a emenda do contrato ou recebeu um pedido relacionado ao anúncio de hoje”, afirmou a empresa sueca em comunicado nesta terça-feira.

O contrato de desenvolvimento e produção original da GlobalEye foi concedido à Saab no Dubai Air Show em novembro de 2015 pelos Emirados Árabes Unidos, com um pedido inicial de dois sistemas. Um pedido adicional dos Emirados Árabes Unidos para um terceiro sistema foi anunciado em 2017.

“A GlobalEye fornece vigilância aérea, marítima e terrestre. Ele combina um novo radar de alcance estendido instalado em aeronaves Global 6000 de alcance ultra longo da Bombardier”, disse a Saab.

Airbus A330MRTT da Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos. (Foto: Jonathan Palombo)

O memorando de entendimento para a compra de 3 aeronaves A330 MRTTs entre a Airbus e os Emirados Árabes Unidos foi assinado em 2007 e, no ano seguinte, foi assinado um acordo. As entregas da aeronave foram concluídas em agosto de 2013.

Segundo relatos, as aeronaves estão equipadas com ARBS e dois pods de reabastecimento aéreo Cobham 905E. As unidades ARBS instaladas nesses aviões-tanque incluem uma sonda REVO secundária desenvolvida para os Emirados Árabes Unidos. Esse sistema permite que a lança seja retraída, mesmo no caso de uma falha primária no sistema de retração da lança.

Anúncios