PJetA Tecnam, empresa Italiana fabricante de aviões, anunciou seus planos para explorar mercado de jatos de treinamento militar, desenvolvendo de um modelo de dois lugares, motor único e turbofan e com desenho semelhante ao Heinkel He 162.

A Tecnam pretende focar em organizações militares, mas também oferecer uma rápida e eficiente aeronave para a aviação privada ou de negócios.

A pesquisa inicial de Tecnam sugere que a fabricação deste avião é tecnicamente e economicamente viável.

PJet_GeneralView

A configuração da aeronave apresentada mostra o motor acima e num ‘pod’ e acima, garantindo assim a máxima eficiência, pois isso não iria interferir com a estrutura da aeronave e também permitir o acesso mais fácil para inspeções de manutenção, desmontagem do motor e outros requisitos de manutenção, bem como o reforço da proteção de segurança, tais como incêndio.

Outras características de design é um estabilizador vertical com cauda dupla.

A Tecnam antecipa que a cabine será disponibilizada tanto pressurizado quanto não pressurizada, para uso com um sistema de oxigênio integrado na fuselagem.

Heinkel He 162 (Imagem: aviation-history.com)
Heinkel He 162 (Imagem: aviation-history.com)

FONTE/IMAGENS: tecnam.com – Tradução e edição: CAVOK


Anúncios

13 COMENTÁRIOS

  1. Venerável Heinkel He 162 "Volksjäger"… sempre gostei desse projeto…
    Realmente seria interessante vê-lo reaproveitado

    • seria interessante um conceito desses tbm aqui nas terras tupiniquins, fazendo uso dum turbofan da turbomachine (polaris)

    • Esse reaproveitamento do projeto He 162 é muito legal. Mas o original era um avião difícil, de pouquíssima autonomia(30min). Só um piloto bem esperiente podia pilota-lo sem perigo. O uso da turbina em cima era para evitar problemas no fluxo de ar, porque ainda eram necessários mais estudos de aerodinâmica para turbinas.

    • Esse foi um dos mega projectos de Hitler não foi? Mais um aivão do final da guerra que nunca teve o sucesso merecido, engano me? Com merecido talvez exagere, visto que prontos…. era inimigo

  2. Uma pergunta:
    Em país sério tipo os EUA, um civil pode ter um caça e voar, minha duvida fica por conta da permissão, seria a mesma facilidade que tirar um breve de pp??
    Estava vendo um episódio de Trato Feito do HC, um civil apareceu vendendo um L159 ahah.

    O mais legal foi que o especialista na avaliação disse, tem países que ainda usam esse caça ahahahah. Lembrei de certa força aérea ahahah

  3. Muito bonito mas é uma insânia projetar um avião de TREINAMENTO nesta configuração tão fora do usual só na mente de um engennheiro para propor este non-sense.
    O design tem óbvias vantagens em voo, porém…

    Para o piloto ou treinando que tiver a má sorte de enfrentar uma emergência com este monstrinho, e falharem as cápsulas explosivas do assento ejetor, o infeliz terá possibilidades bastante reduzidas de fuga bem sucedida da cabine com a tomada de ar da turbina nesta configuração, tão próxima.
    Principalmente se estiver ainda em funcionamento pleno ou parcial…

  4. Mesmo que o glass cockpit ejete e se o assento ejetor falhar o design é péssimo.
    A alternativa seria a saída lateral pela fuselagem ou se o indivíduo for muito forte e atlético se agarrar pelo bordo da asa (se a velocidade permitir)…

    Mesmo nestas situações extremas e de baixa probabilidade (desespero que te dá a força de um Hulk) o ENORME empenagem traseira na altura da cabine tem grande chance de estragar tua saída ileso….

Comments are closed.