Dois helicópteros Mi-24 da Força Aérea Senegalesa após completa revisão e reparos na unidade da WSL-1 na Polônia. (Foto: WSL-1)

No dia 30 de novembro de 2017, a empresa polonesa de Serviços Militares de Aviação WZL-1 (Wojskowe Zak?ady Lotnicze Nr 1) entregou os dois remanescentes, de três helicópteros Mi-24 Hind, que foram reparados para a Força Aérea do Senegal.

A transferência dos helicópteros foi feita por uma empresa de logística que contratou uma aeronave de carga Antonov An-124, da empresa da Antonov Airlines, para levar os helicópteros Mi-24 Hind para Dakar.

Os helicópteros Mi-24 remodelados foram vendidos por uma empresa polonesa privada para as Forças Armadas do Senegal. O primeiro helicóptero Mi-24 foi revisado e enviado para África em janeiro deste ano.

A WZL-1 é uma das principais empresas de aviação da Europa. A empresa estabeleceu sua posição no mercado local, nacional e estrangeiro graças à atividade atípica que geralmente abrange manutenção de aeronaves de origem do bloco soviético, como helicópteros Mi-8, Mi-14, Mi-17, Mi-24, e aeronaves polonesas W-3 Sokó?, PZL-130 “ORLIK”, e TS-11 “ISKRA”.

2 COMENTÁRIOS

  1. As Forças Armadas brasileiras têm algo de muito singular que eu não compreendo.

    Po exemplo, a FAB tem 12 desses helicópteros. São helicópteros de ataque, não deveriam estar a serviço do exército? E em quantidade no mínimo 4 x maior?

    A FAB opera o P-3 de patrulha marítima. Não deveria ser a marinha a operar esses vetores?

    A FAB não deveria ter no mínimo uma meia dúzia de aeronaves AWACS? Daquelas com radome?

    Sim, porque o que a FAB já investiu no transporte VIP já tinha dado para adquirir esses aviões.

    Enfim, é um caso interessante.