Estação Espacial chinesa caiu no pacífico sul.

A Estação Espacial da China, cujo nome significa “Palácio Celestial 1“, encontrou um ardente fim na atmosfera da Terra no dia 1 de abril, queimando nos céus do sul do Oceano Pacífico no início da noite, de acordo com o Comando Espacial dos EUA.

Algumas peças da Tiangong-1, do tamanho de um ônibus escolar, quase certamente sobreviveram à queda, mas as chances dessas peças causarem qualquer dano ou lesão são extremamente pequenas.

A Tiangong-1, protótipo da futura esação espacial permanente da China, tinha cerca de 10 m de comprimento por 3,4 metros e pesava mais de 8 toneladas. O laboratório espacial consistia em duas partes principais: um “módulo experimental” que hospedava astronautas visitantes e um “módulo de recursos” que acomodava os sistemas de energia solar e de propulsão da nave.

A Estação foi lançada sem ninguém a bordo no dia 29 de setembro de 2011, a uma órbita de cerca de 350.000 m acima da Terra, um pouco menor do que a órbita da Estação Espacial Internacional, cuja altitude média é de 400 km. A principal missão da Tiangong-1 era ajudar a China a dominar as tecnologias necessárias para montar e operar uma estação espacial permanente na órbita da Terra, objetivo que a nação pretende atingir até o início dos anos 2020.

Em novembro de 2011, a espaçonave robótica Shenzhou-8 visitou a Tiangong-1, executando o primeiro acoplamento orbital da China. Outro grande marco aconteceu em junho de 2012, quando uma tripulação composta por três astronautas (taikonautas) atracou a nave Shenzhou-9 ao Palácio Celestial e subiu a bordo por um período.

Três outros “taikonautas” visitaram a estação em junho de 2013 a bordo da espaçonave Shenzhou-10. Cada uma dessas missões tripuladas durou cerca de duas semanas.

A vida útil do projeto da Tiangong-1 foi de apenas dois anos e o trabalho do laboratório espacial foi considerado encerrado depois que a Shenzhou-10 partiu. O laboratório espacial – sem tripulação – continuou fazendo algum trabalho de observação da Terra, e pesquisadores e engenheiros mantiveram contato até março de 2016, quando a transmissão de dados com a Tiangong-1 cessou, por razões que a China nunca especificou explicitamente. Nesse ponto, uma reentrada atmosférica descontrolada era aparentemente inevitável.

Essa é a visão de pesquisadores externos. Mas as autoridades espaciais chinesas contestam essa terminologia, disse Dean Cheng, especialista sobre o programa espacial da China.

Os chineses insistem que isso é controlado“, disse Cheng.

Autoridades chinesas disseram que sabem onde Tiangong-1 está e podem fornecer atualizações de localização a qualquer momento, acrescentou Cheng. Mas, para outras nações exploradoras do Espaço, uma reentrada “controlada” é realizada sob a orientação dos manipuladores de uma espaçonave – por exemplo, a queda intencional da estação espacial MIR sobre o Oceano Pacífico, em março de 2001.

Devemos estar diplomaticamente, e no mundo da política espacial, forçando a China a aceitar uma definição de ‘controle’ comparável à do resto do mundo baseado em regras. Você não tem sua própria definição“, disse Cheng.

O sucessor da Tiangong-1, Tiangong-2, foi lançada na órbita da Terra em setembro de 2016 e recebeu três astronautas visitantes um mês depois. E uma nave robótica chamado Tianzhou-1 se encontrou com a Tiangong-2 alguns meses depois, realizando várias operações automatizadas de atracação e reabastecimento de abril de 2017 a setembro de 2017.

O sucesso dessas missões aparentemente dá a China segurança para começar a construir uma Estação Espacial permanente. A nação pretende iniciar as operações de construção e montagem no próximo ano, e as primeiras missões tripuladas para o posto avançado poderão ocorrer em 2022.

A Tiangong-1 não foi a maior espaçonave a cair do céu. Essa distinção vai para a estação espacial Soviética/Russa MIR de 127 toneladas, que foi levada a uma destruição controlada sobre o Oceano Pacífico em março de 2001.


FONTE: Space.com

8 COMENTÁRIOS

  1. A lata de sardinhas espacial durou pouco, "mas insistimos que foi tudo controlado". Os Pokemons que se cuidem, aí vem os Taikonautas!

  2. Com tanto dinheiro, os chineses vão lançar o Palácio Espacial III. IV……. XX.
    O céu, literalmente, é o limite.

    • De tanto soltar pecinha os chineses vão acabar construindo uma ilha artificial no sul do pacífico…..

      Ps: avisaram de Pequim que você já pode descontar o cheque…

      • Mas, tem menos defeitos que o F-35. Até agora pararam no 2700º.

          • Pode sair do hangar na chuva, não precisa de ar-condicionado e também não aparece no radar dos indianos ao contrário do J-20

Comments are closed.