A Boeing anunciou que sua cápsula espacial está pronta para o primeiro teste real de voo, numa missão indo até a Estação Espacial Internacional em março.

Com base no contrato para transportar astronautas a ISS (International Space Station) que a NASA tem com a SpaceX e a Boeing, a cápsula da Boeing, desenhada para ser tripulada, realizará o seu primeiro voo orbital indo até a Estação Espacial. Será a primeira nave tripulada dos EUA a voar no Espaço desde que a frota de Ônibus Espacial da NASA foi descomissionada, deixando os EUA sem um veículo de acesso ao Espaço.

A nave CST-100 Starliner, depois de atracar na ISS, fará um pouso de pára-quedas no Texas, e não no mar como de praxe, quando retornar à Terra.

A porta-voz da Boeing, Maribeth Davis, revelou a visão da empresa para viagens espaciais que, se o voo de teste ocorrer como planejado, a Starliner está preparada para voar com tripulação até a ISS em agosto deste ano.

Nomeada Orbital Flight Test (OFT), a missão será lançada por um foguete Atlas V da United Launch Alliance, a partir de Cabo Canaveral, na Flórida. A Boeing inicialmente agendou o lançamento para 27 de agosto do ano passado, mas a empresa atrasou o voo devido a uma anomalia ocorrida durante um teste dos motores de sistema de aborto na fase de lançamento.

Embora seja o primeiro vôo de teste da Starliner para o Espaço, a nave já completou com sucesso os testes de pouso por pára-quedas dentro dos limites externos da atmosfera da Terra.

Enquanto isso, a nave espacial – também projetada para vôos tripulados – Crew Dragon da SpaceX está programada para o seu primeiro voo até a ISS no dia 28 de fevereiro. Se os testes ocorrerem como o esperado, a Crew Dragon voara tripulada em em junho.

A Boeing e a SpaceX atuam como as duas primeiras empresas de voos espaciais privados que começarão a transportar astronautas até a Estação Espacial, marcando assim a dependência dos EUA e Aliados dos russos. O contrato entre os Estados Unidos e a Rússia para transportar astronautas norte-americanos para a ISS usando a cápsula de foguete Soyuz termina em abril.


Anúncios

SEM COMENTÁRIOS