Boeing Starliner - ESPAÇO: Boeing testa sistema de ejeção de emergência da sua cápsula StarlinerO veículo tripulado CST-100 Starliner da Boeing passou por um teste de segurança crucial na manhã do dia 4 de novembro no deserto do Novo México.

Chamado de teste de abortamento, o teste verificou a capacidade de escape da nave espacial no momento em que uma anomalia durante a decolagem colocar a tripulação em perigo. Nada diferente das cápsulas Mercury e Apolo (a Gemini tinha assentos ejetores). A unica diferença é que ao invés da cápsula ser puxada por um foguete instalado no topo de uma torre montada a frente do veículo, os foguetes estão instalados dentro da fuselagem da nave.

Isso foi fenomenal“, disse a porta-voz da Boeing, Jessica Landa, durante uma transmissão ao vivo do teste. “A indicação inicial é de que tivemos um teste de abortamento muito bem sucedido hoje“.

O teste ocorreu no Complexo de Lançamento 32, em White Sands Missile Range, no Novo México. A equipe da Boeing havia providenciado uma janela de lançamento de três horas para o teste, embora a cápsula tenha permanecido no ar por pouco mais de um minuto. O lançamento ocorreu às 7h15 (horário local – 1415 GMT).

Todos os três astronautas que voarão até a Estação Espacial Internacional no primeiro lançamento tripulado da Starliner estiveram presentes no teste.

WATCH LIVE Boeings Starliner launch abort system put to test 1572873514152 22438763 ver1.0 1280 720 - ESPAÇO: Boeing testa sistema de ejeção de emergência da sua cápsula StarlinerEsperamos que nunca precisemos usar esse sistema“, disse o astronauta da NASA Mike Fincke. “Sabemos que, após o teste de hoje, conseguiremos sair com segurança e voltar e tentar outro dia“.

A Boeing espera que o trio voe no próximo ano. “Está começando a parecer muito próximo, é incrível, especialmente por estar aqui para o teste“, disse a astronauta da NASA, Nicole Mann. “Grandes marcos como o teste de hoje estão apenas mostrando que estamos chegando muito mais perto“.

Para a manobra de teste, a cápsula foi equipada com um manequim de teste antropomórfico equipado com sensores para coletar dados que ajudarão os engenheiros da Boeing a avaliar os resultados do teste.

Durante o teste, a cápsula Starliner foi programada para atingir uma velocidade de 1.046 km/h em apenas 5 segundos. Os motores a bordo da espaçonave dispararam intermitentemente ao longo de 10 segundos, a fim de transportar a cápsula para longe da plataforma de lançamento e do hipotético foguete instável.

imageedit 13 8788330209 620x370 - ESPAÇO: Boeing testa sistema de ejeção de emergência da sua cápsula Starliner1 boeingcrewca - ESPAÇO: Boeing testa sistema de ejeção de emergência da sua cápsula StarlinerEntão, a espaçonave se orientou e um conjunto de paraquedas foi liberado em três fases ao longo de 25 segundos. Os paraquedas são cruciais para a segurança da tripulação, porque diminuem a velocidade da cápsula e orientam a espaçonave para um pouso seguro.

Porém um dado não foi positivo. Dos três paraquedas, apenas dois desdobraram. “Tivemos uma anomalia de implantação, não uma falha de paraquedas. É muito cedo para determinar por que os três paraquedas principais não foram implantados, no entanto, ter dois dos três implantados com êxito é aceitável para os parâmetros de teste e a segurança da tripulação“, disse o porta-voz da Boeing Todd Blecher. “No momento, não esperamos nenhum impacto no teste de voo não-tripulado orbital programado para o dia 17 de dezembro. No futuro, faremos tudo o que for necessário para garantir voos orbitais seguros com a tripulação“.

Cerca de 60 segundos após o procedimento, a cápsula Starliner ejetou seu escudo térmico e implantou airbags para suavizar ainda mais a aterrissagem.

A cápsula Starliner foi projetada para ser um veículo reutilizável. No entanto, durante um abortamento real, no local de lançamento da Starliner na Flórida, um abortamento provocaria um pouso sobre o Oceano Atlântico.

O próximo lançamento da Starliner será uma missão de demonstração real em direção a Estação Espacial Internacional. O voo está agendado para o dia 17 de dezembro.


Com informações de space.com

Anúncios